USO E CONSERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIS) EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO HOSPITALAR

Alessandra Varanda Picchi, Andrea Carvalheiro Guerra Matias, Mônica Glória Neumann Spinelli

Resumo


No Brasil, o setor de alimentação institucional é um mercado em expansão, mas ainda se observam condições de trabalho impróprias. O objetivo deste estudo foi levantar as condições de segurança e avaliar a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) por parte dos colaboradores de uma Unidade de Alimentação e Nutrição Hospitalar (UAN Hospitalar) de um hospital privado do município de São Paulo. Realizou-se um levantamento junto aos funcionários para verificação de EPIs (disponibilidade e conservação) previstos no Manual de Boas Práticas. A unidade apresentou todos os EPIs previstos em boas condições de conservação. Observou-se 83% de frequência do uso dos EPIs pelos colaboradores. As áreas ou atividades que apresentaram diferentes graus de inadequação, onde um ou mais colaboradores não faziam uso de EPI, foram câmaras frias e refrigeradas, o manuseio de facas, higienização das coifas, preparo do café, corte de carnes, lavagem de panelas, uso do processador de alimentos, corte de pães e uso da fritadeira. Apesar de ser observada uma frequência de adequação de uso de 83%, faz -se necessário o treinamento e motivação continuados, bem como a sistematização do controle do correto uso de EPIs, a fim de garantir a segurança dos colaboradores.


Palavras-chave


Segurança no trabalho; equipamentos de proteção; restaurantes.

Texto completo:

PDF

Referências


ABERC - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE REFEIÇÕES COLETIVAS. Mercado real. Disponível em: http://www.aberc.com.br/mercadoreal.asp?IDMenu=21. Acesso em: 24 dez. 2015.

ABREU, E.S; SPINELLI, M.G.N. Segurança e saúde no trabalho. In: ABREU, E.S; SPINELLI, M.G.N.; SOUZA PINTO, A.M. (col. Gestão de unidades de alimentação e nutrição: um modo de fazer. 4 ed. São Paulo: Metha, 2011.

ABREU, E.S.; SPINELLI, M.G.N.; ARAÚJO, R.M.V. Fatores de Risco Ambiental para trabalhadores de Unidade de Alimentação e Nutrição. Rev Nutr Pauta, São Paulo, v. 1, n. 57, p. 46-49, 2002.

ANTUNES, A.A; SPINELLI, M.G.N.; KOGA, R.A. Análise Ergonômica do Trabalho (AET) de uma Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) de São José dos Campos. Revista Nutrição em Pauta. São Paulo, p. 46-49, 2005.

BARBOSA, L.N., ALMEIDA, F.Q.A. Relato de experiência sobre a avaliação dos riscos ambientais e mapeamento em uma unidade de alimentação e nutrição (UAN) para a promoção da segurança no trabalho. Rev. Simbio-Logias, v.1, n.2, 2008.

BARROS, B.T; PRATES, M.A. O estilo brasileiro de administrar. São Paulo: Atlas, 1996.

BECK, A.C. U. Análise dos aspectos ergonômicos que envolvem a atividade profissional de camareira, auxiliar de cozinha e cozinheira no Hotel Jardim Europa em Ijuí- RS. 2008, 82 p. Dissertação (Produção técnico científica para obtenção do título de bacharel em Turismo e Hotelaria) Universidade Vale do Itajaí. Balneário de Camboriú.

BRASIL. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR-6 – Programa de Controle Médico de Segurança Ocupacional. Normas Regulamentadoras de da Secretaria de Segurança no Trabalho. 2001. Disponível em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAD35721F50/NR-06%20 (atualizada)%202010.pdf. Acesso em: 12 nov. 2012.

CANDIDO, I.; VIEIRA, E. Gestão de Hotéis: técnicas, operações e serviços. Caxias do Sul: Educs, 2003.

CONCEIÇÃO, M.L.C.; CAVALCANTI, C.L.C. Avaliação dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) na Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) do Restaurante Universitário da UFPB. Rev. Conc., v. 4, n. 5, p. 1-12, 2001.

CONTRI, P.V.; JAPUR, C.C.; VIEIRA, M.N.C.M. Saúde do trabalhador. In: VIEIRA, M.N.C.M; JAPUR, C.C. (coord.) Gestão da qualidade na produção de refeições. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

GHISLENI, D. R.; BASSO, C.; Educação em saúde a manipuladores de duas Unidades de Alimentação e Nutrição do município de Santa Maria/Rs. Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 9, n. 1, p. 101-108, 2008.

LACERDA, E.R.M., ABBAD, G. Impacto do treinamento no trabalho: investigando variáveis motivacionais e organizacionais como suas preditoras. Rev Adm Contemp., v.7, n.4, Curitiba, 2003.

MELO JÚNIOR, A. S.; RODRIGUES, C. L. P. O risco de acidente de trabalho na indústria de panificação: o caso das máquinas de cilindro em massa. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 25, 2005, Porto Alegre. ENEGEP 2005. Disponível em: http://www.segurancaetrabalho.com. br/download/ind-panificacao.pdf. Acesso em: 02 de out. 2012.

OLIVEIRA, J. C. de. Segurança e saúde no trabalho: uma questão mal compreendida. São Paulo Perspec., São Paulo , v. 17, n. 2, p. 03-12, June 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392003000200002&lng= en&nrm=iso. Acesso em: 06 fev. 2018.

REINHARDT, E. L.; FISCHER, F. M. Barreiras às intervenções relacionadas à saúde do trabalhador do setor saúde no Brasil. Revista Panam Salud Publica, v. 25, n. 5, p. 411-7, 2009.

RODRIGUES, J.S. O moderno príncipe industrial: o pensamento pedagógico da Confederação Nacional da Indústria. Rio de Janeiro: Editores Autores Associados.1998, p. 82.

SCHWAB, J.T.G.; BARTH, E.; HERING, B.; LIMA, E.E.; LINKE, C. A importância da utilização de equipamentos de proteção individual por manipuladores de UAN. Nutrire, v. 30, n. Suplemento, p. 355-355, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v25i49.389

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.