DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE REPOLHO EM DIFERENTES TIPOS SUBSTRATOS

Autores

  • Rebyson Bissaco Guidinelle
  • Alex Justino Zacarias
  • Israel Martins Pereira
  • Julio Cesar Gradice Saluci
  • Mário Euclides Pechara da Costa Jaeggi
  • Maxwel Rodrigues Nascimento
  • Rogério Rangel Rodrigues
  • Samuel Ferreira da Silva
  • Wallace Luís de Lima

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.914

Palavras-chave:

Hortaliça, Produtividade, Qualidade.

Resumo

Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento vegetativo de mudas de repolho, em diferentes tipos de substrato orgânicos. O experimento foi conduzido em uma casa de vegetação utilizando três substratos, S1 - Comercial; S2 - Vermicomposto; S3 - Serapilheira. Os parâmetros morfoagronômicos avaliados foram o comprimento das mudas, sendo: altura parte aérea (APA), comprimento da maior raiz (CMR) e altura total das plântulas (AT) que é o somatório da APA e CMR. Os substratos apresentaram diferenças significativas entre si, sendo que a Serapilheira apresentou os melhores resultados de desenvolvimento vegetativo juntamente com o vermicomposto. Concluindo-se que a produção de mudas de repolho pode ser feita a partir de substratos orgânicos alternativos, recomendando a substituição total dos substratos comerciais, visando menor custo na produção das mudas, garantindo boa produtividade e qualidade das mudas de repolho das cultivares estudadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-10

Como Citar

Guidinelle, R. B., Zacarias, A. J., Pereira, I. M., Saluci, J. C. G., Jaeggi, M. E. P. da C., Nascimento, M. R., Rodrigues, R. R., Silva, S. F. da, & Lima, W. L. de. (2017). DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE REPOLHO EM DIFERENTES TIPOS SUBSTRATOS. Revista Univap, 22(40), 879. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.914