CONDIÇÃO BUCAL E ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES DE CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS DE CIDADES LITORÂNEAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Daniele Lima da Cruz Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Aline Veroneze de Mello Aluna de Graduação do curso de Nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Luana Romão Nogueira Aluna de Graduação do curso de Nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Walleska Luctke Villarim Aluna de Graduação do curso de Nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Vanessa Apollinario Aluna de Graduação do curso de Nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Rosana Farah Simony Lamigueiro Toimil Doutora em Ciências Médicas pela Universidade Federal de São Paulo. Docente do curso de Nutrição do Centro do Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v21i37.271

Palavras-chave:

estado nutricional, saúde bucal, preferências alimentares.

Resumo

A saúde bucal é indicativa de diversas enfermidades e pode afetar o estado nutricional. O objetivo do presente estudo foi relacionar a saúde bucal com o estado nutricional de pacientes de clínicas odontológicas do litoral de São Paulo. Estudo transversal com pacientes de clínicas odontológicas, com idade a partir de 20 anos por intermédio de questionário, com perguntas para caracterização da amostra, classificação do estado nutricional, periodicidade de visitas ao dentista, condição bucal e consumo alimentar. Participaram 53 pacientes, sendo 71,7% mulheres e 28,3% homens, com média de idade de 32,6±25,46 anos e 83% possuíam ensino médio completo. A maioria (54,72%) encontra-se na faixa de eutrofia. Sobre a relação do estado nutricional com a saúde bucal, 22,64% dos eutróficos utilizavam aparelho ortodôntico fixo. Edentulismo e prótese total representam 5,66% dos problemas bucais em eutróficos, 58,49% ingerem líquidos durante as refeições. Os pacientes preferem: alimentos consistentes, 32,08%; picados, 22,64%; sopas, 20,75%; amassados, 11,32%; de qualquer consistência, 11,32%; e 1,89%, moídos. Entre os usuários de aparelho ortodôntico, 15% preferem carnes. Indivíduos com cárie não consomem ou evitam: legumes e vegetais crus e doces (87,5%), carnes e queijos (75%). Usuários de prótese total ou parcial optam por frutas picadas e carnes picadas e macias (75%), legumes e vegetais cozidos (62,5%), evitam ou não consomem frutas inteiras e carnes (87,5%); e legumes e vegetais crus (75%). Embora a condição bucal da maioria dos pacientes apresente algum fator a ser considerado, a maioria dos indivíduos encontra-se em eutrofia, indicando que, na população estudada, não há uma relação direta entre o estado nutricional e sua condição bucal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele Lima da Cruz, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Aluna de Graduação do curso de Nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Downloads

Publicado

2015-08-04

Como Citar

Cruz, D. L. da, Mello, A. V. de, Nogueira, L. R., Villarim, W. L., Apollinario, V., & Toimil, R. F. S. L. (2015). CONDIÇÃO BUCAL E ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES DE CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS DE CIDADES LITORÂNEAS DO ESTADO DE SÃO PAULO. Revista Univap, 21(37), 21–30. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v21i37.271