BACTÉRIAS VEICULADAS POR FORMIGAS EM AMBIENTES RELACIONADOS À SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v27i53.2410

Palavras-chave:

Formigas, bactérias, saúde.

Resumo

A presença de formigas em ambientes destinados à saúde pode gerar risco aos seres humanos, considerando que podem agir como veículo na disseminação de diversos micro-organismos potencialmente patogênicos. Nesse contexto, o estudo teve como objetivo isolar e identificar os micro-organismos transportados por formigas presentes em ambientes relacionados à saúde. Trata-se de uma pesquisa exploratória, de natureza aplicada, utilizando-se de uma abordagem quantitativa. A coleta das formigas foi realizada na enfermaria de uma Unidade de Pronto-Atendimento e Instituição de longa permanência de idosos localizadas num município da região sul de Mato Grosso. Os espécimes foram atraídos com iscas (goiabada, mel e açúcar) dispostas em placas de Petri estéreis e mantidas no local por um período de 3 horas. As formigas capturadas foram inseridas em meio de cultura líquido para o pré-cultivo dos micro-organismos. Em seguida uma alíquota da cultura foi semeada em ágar sangue e ágar Mueller Hinton visando a obtenção de cultura pura e a partir desta seguiu-se com a avaliação quanto a classificação morfo-tintorial (Gram). As colônias de cocos Gram positivo foram submetidas a testes para a diferenciação de Staphylococcus e Streptococcus e os bacilos Gram negativos avaliados quanto a fermentação de carboidratos. Foram isoladas 14 cepas de bactérias, sendo 7% Streptococcus pneumoniae, 43% Staphylococcus coagulase negativo, e 50% bacilos Gram negativos (21,5% fermentadores e 28,5% não fermentadores). Os resultados obtidos mostram a ação vetorial de formigas no transporte de bactérias, muitas das quais patogênicas, sugerindo que tais insetos possam representar um risco potencial à saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Meg Caroline do Couto, Univerisidade Federal de Mato Grosso / Campus Rondonópolis

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

Raiane Teixeira Xavier, Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Rondonópolis- MT

Milene Moreno Ferro Hein, Enfermagem, UFMT, CUR

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Helen Cristina Fávero Lisboa, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Rondonópolis

Doutora e Mestre em Biotecnologia pelo Instituto de Química, UNESP, Araraquara. Graduada em Farmácia Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas, UNESP, Araraquara. Professora na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), Instituto de Ciências Exatas e Naturais (ICEN), Curso de Enfermagem. Area de atuação: Microbiologia, Bioquimica e Saúde Pública

Referências

ALCANTRA, E. et al. Identificação de formigas associadas à Staphylococcus spp. em diferentes ambientes. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 16, n. 3, p. 1-8, 2018. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/5599/10951634. Acesso em: 09 jun. 2019.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Módulo 6: Detecção e identificação de bactérias de importância médica/ Microbiologia clínica para o controle de infecção relacionada à assistência a saúde. Rio de Janeiro: Anvisa, 2013.

BUENO, O. C.; CAMPOS-FARINHA, A. E. C. Formigas urbanas: estratégias de

controle. Vetores & Pragas, v. 5, p. 5-7, 1999.

CARNEIRO, L. C.; CARVALHARES, T. T.; PESQUERO, M. A. et al. Identificação de bactérias causadoras de infecção hospitalar e avaliação da tolerância a antibióticos. NewsLab., v. 86, n. 1, p. 106-14, 2008.

CARRECELLI, C. B.; BARCELOS, D. Identification of Staphylococcus epidermidis on ants (Hymenoptera: Formicidae) collected in a food court in the city of Guarulhos, São Paulo. Arq Inst Biol., v. 84, n. 1, p. 1-5, 2017.

CARRILHO, C. M. D. M. et al. Pneumonia associada à ventilação mecânica em Unidade de Terapia Intensiva cirúrgica. Rev. Bras. Ter. Intensiva, v. 18, n.1, p. 38-44, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbti/v18n1/a08v18n1.pdf. Acesso em: 12 fev. 2019.

CARVALHO, A. P. R.; SILVA, C. G.; FONSECA, A. R. Diversidade de formigas em um hospital público no município de Chapadinha, Maranhão, Brasil. Rev. Biol. Ci. Terra, v. 11, n. 2, p. 67-73, 2011.

CARVALHO, M. L. et al. Infecções hospitalares em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Rev. Interd. v. 7, n. 4, p. 189-198, 2014.

CEZÁRIO, R. C. et al. Nosocomial outbreak yimipenemresistant metallo-b-lactamase-producing Pseudomonas aeruginosa in an adult intensive care unit in a Brazilian teaching hospital. Enferm Infecc Microbiol Clin., v. 27. n. 5, p. 269-74. 2009.

CINTRA-SOCOLOWSKI, P. Histórico sobre as pesquisas com formigas em

ambientes hospitalares no Brasil. Biológico, v. 69, n. Supl 2, p. 35-8, 2007.

Disponível em: http://www.biologico.sp.gov.br/docs/bio/suplementos/v69_supl_2/p35-38.pdf. Acesso em: 06 mar. 2020.

COSTA, J. B. et al. Os principais fatores de risco da pneumonia associada à ventilação mecânica em UTI adulta. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, v. 7, n. 1, p. 16-26, 2016.

CUNHA, M. L. R. S. et al. Significância clínica de estafilococos coagulase-negativa isolados de recém-nascidos. Rio de janeiro – RJ, J. Pediatr, v. 78, n. 4, p. 279-288, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jped/v78n4/v78n4a06.pdf. Acesso em: 02 fev. 2019.

DELIBERALI, B. et al. Prevalência de bacilos Gram-negativos não fermentadores de pacientes internados em Porto Alegre-RS. Bras Patol Med Lab., v. 47, n. 5, p. 529-534, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpml/v47n5/v47n5a06.pdf. Acesso em: 19 fev. 2019.

DINIZ, A. M. M.; SANTOS, R. M. C. Escherichia coli resistente a ciprofloxacina em pacientes internados em hospital universitário de Manaus, 2015. R Epidemiol Control Infec, v. 7, n. 1, p. 20-24, 2017. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/view/7758/5638. Acesso em: 20 maio 2019.

FALAGAS, M. E.; KOPTERIDES, P. Risk factors for the isolation of multi-drug-resistant Acinetobacter baumannii and Pseudomonas aeruginosa:a systematic review of the literature. J Hosp Infect., v. 1, n. 64, p. 7-15, 2006.

FERNANDES, A.T.; FERNANDES, M. O. V.; RIBEIRO-FILHO, N. Infecção hospitalar e suas interfaces na área da saúde. São Paulo: Editora Atheneu, 2000.

FONSECA, A. R. et al. Formigas (Hymenoptera: Formicidae) urbanas em um hospital no município de Luz, Estado de Minas Gerais. Acta Scientiarum. Health Sciences, v. 32, n. 1, p. 29-34, 2010.

FONTANA, R. et al. Disseminação de bactérias patogênicas por formigas (Hymenoptera Formicidae) em dois hospitais do nordeste do Brasil. Neotropical Entomology, v. 39, n. 4, p. 655-63, 2010.

JACOB, C.; ALVES, I. A. Identificação de microrganismos veiculados por vetores mecânicos no ambiente hospitalar em uma cidade da região noroeste do estado Rio Grande do Sul. Rev Epidemiol Control Infect., v. 4, n. 4, p. 238-242, 2014.

MAIA, Z. P. G.; GUSMÃO, A. B.; BARROS, T. F. Formigas como fator de risco para infecções nosocomiais. SaBios-Revista de Saúde e Biologia, v. 4, n. 2, p. 47-51, 2009.

MARTINS, M. C.; de PAULA JÚNIOR J. D. Identification of Staphylococcus Aureus and Profile of Oxacillin Resistance in Hospital Environmental Ants. Int J An Sci Technol., v.1, n. 1, p. 15-18, 2018.

MASON, W. J. et al. Multiplex PCR Protocol for the Diagnosis of Staphylococcal Infection. Journal of Clinical Microbiology, v. 39, p. 3332-3338, 2001.

MÁXIMO H. J. et al. Ants as vectors of pathogenic microorganisms in a hospital in São Paulo county, Brazil. BMC Res., v. 7, n. 1, p. 554-759, 2014.

MENEZES, J. S. et al. Análise microbiológica de formigas capturadas em ambiente hospitalar da cidade de Alfenas/MG. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 13, n. 1, p. 589-598, 2015.

MONTEIRO, A. C. M. Identificação de micro-organismos presentes em hemoculturas de pacientes de unidades de terapia intensiva e avaliação dos Staphylococcus coagulase negativa. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2016.

MOREIRA, D. D. O. et al. Ants as carriers of antibiotic-resistant bacteria in hospitals. Neotropical Entomology, v.34, n.6, p.999-1006, 2005.

NOUÉR, S. A. Aspectos clínicos e fatores de risco relacionados com colonização ou infecção por Pseudomonas aeruginosa multirresistente. Tese (Doutorado) -Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

NUNES, S. S.; SOARES, F. M. P.; REIS, J. S. Formigas como vetores de Staphylococcus aureus E Pseudomonas aeruginosa em um hospital público do interior do Amazonas. SaBios: Rev. Saúde e Biol., v. 13, n. 2, p. 26-29, 2018.

OLIVEIRA, A. C. et al. Resistência Bacteriana e mortalidade em um centro de terapia intensiva. Revista Latino Americana de Enfermagem, v. 18, n. 6, p. 1-10, 2010.

PEÇANHA, M. P. Formigas como vetor de propagação bacteriana no conjunto Hospitalar de Sorocaba- SP. 2000. Tese (Doutorado em Microbiologia Aplicada) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2000.

PEREIRA, R. S.; UENO, M. Formigas como veiculadoras de microrganismos em ambiente hospitalar. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 41, n. 5, p. 492-495, 2008.

PEREIRA, R. S.; UENO, M. Presença de bactérias resistentes aos antimicrobianos em formigas de ambiente hospitalar. Revista Biociências. v. 19, n. 2, p. 83-87, 2013.

PESQUERO, M. A. et al. Formigas em ambiente hospitalar e seu potencial como transmissoras de bactérias. Neotropical Entomology, v. 37, n. 4, p. 472-477, 2008.

SAITO, Y. et al. Microbial contamination of surgical instruments used for laparotomy. American Journal of Infection Control, v. 42, n. 1, p. 43-47, 2014.

SANTOS, N. de Q. A resistência bacteriana no contexto da infecção hospitalar. Texto & Contexto Enferm., v. 13, p. 64-70, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v13nspe/v13nspea07.pdf. Acesso em 25 jan. 2019.

SCHULLER, L. Microrganismos patogênicos veiculados por Formigas “andarilhas” em unidades de alimentação. 2004. 82f. Tese (Doutorado) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-10052007-175509/publico/LuciaSchuller.pdf. Acesso em: 07 mar. 2020

TAJEDDIN, E. et al. The role of the intensive care unit environment and health-care workers in the transmission of bacteria associated with hospital acquired infections. Journal of Infection and Public Health, v. 9, n. 1, p.13-23, 2015.

TANAKA, I. T; VIGGIANI, A. M. F. S; PERSON, O. C. Bactérias veiculadas por formigas em ambiente hospitalar. Arquivos médicos do ABC, São Paulo, v. 32, n. 2, 2007.

TEIXEIRA, M. M. et al. Microbiota associated with tramp ants in a Brazilian University Hospital. Neotropical Entomology, v. 38, n. 4, p. 537-541, 2009.

VARGAS, C. H. B.; ALMEIDA, A. A. Identification of insect contaminants of food by the micromor-pholooy of the insect fragments. Revista Brasileira de Zoologia, v. 13, n. 3, p. 737-746, 1996.

VIEIRA, G. D. et al. Bactérias Gram positivas veiculadas por formigas em ambiente hospitalar de Porto Velho, Estado de Rondônia. Rev. Pan. Amazo. Saúde, v. 4, n. 3, p. 33-36, 2013.

ZARZUELA, M. F. M.; RIBEIRO, M. C. C.; CAMPOS-FARINHA, A. E. Distribuição de

formigas urbanas em um hospital da região sudeste do Brasil. Arq. Inst. Biol.,

v. 69, n. 1. p. 85-87, 2002.

Downloads

Publicado

2021-04-19

Como Citar

Couto, M. C. do, Xavier, R. T., Hein, M. M. F., & Lisboa, H. C. F. (2021). BACTÉRIAS VEICULADAS POR FORMIGAS EM AMBIENTES RELACIONADOS À SAÚDE. Revista Univap, 27(53). https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v27i53.2410