VARIÁVEIS MORFOFISIOLÓGICAS E QUALIDADE DE CAFÉ CONILON SOMBREADO COM INGÁ (Inga edulis)

Vinicius Agnolette Capelini, Samira Luns Hatum de Almeida, Jorge Tadeu Fim Rosas, Gabriel Dias de Oliveira, Gustavo Soares de Souza, Julião Soares de Souza Lima, Samuel de Assis Silva

Resumo


Objetivou-se analisar a influência do sombreamento sobre o teor foliar de clorofila, área foliar específica e sobre o índice de sólidos solúveis de plantas de café conilon cultivadas em consorcio com Ingá. As medições de teor foliar de clorofila e área foliar específica foram realizadas mensalmente enquanto o grau brix foi medido semanalmente no início da fase fenológica de maturação. A diferença entre épocas de medição foi determinada pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. Regressões múltiplas foram realizadas para analisar o efeito do sistema arborizado sobre as variáveis mensuradas. O teor foliar de clorofila apresentou variabilidade temporal, o que não foi encontrado para a área foliar específica. O sombreamento não influenciou a maturação dos frutos, não havendo diferença estatística entre as diferentes épocas de medição. À medida que o valor da área foliar específica aumenta, o teor de sólidos solúveis também aumenta, desde que o valor do teor foliar de clorofila seja intermediário.


Palavras-chave


Coffea canephora, Cafeicultura, Qualidade da bebida.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1388

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.