ANÁLISE DOS PRODUTOS ALIMENTÍCIOS APRESENTADOS NAS PROPAGANDAS DOS CANAIS INFANTIS DE TELEVISÃO POR ASSINATURA

Autores

  • Alessandra Ledo Nutricionista pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pós-graduanda em Nutrição Clínica e Nutricionista do Hospital Vila Santa Catarina.
  • Daniela Maria Alves Chaud Nutricionista, Doutora em Ciências Aplicadas à Pediatria - Unifesp. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Edeli Simioni de Abreu Nutricionista, Doutora em Saúde Pública pela USP. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie.

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v25i47.403

Palavras-chave:

Propagandas, televisão, criança, consumidor.

Resumo

As empresas alimentícias, historicamente, investem ferozmente na divulgação de produtos, muitos deles alimentos de calorias-vazias, ricos em açúcar e gorduras. Os comerciais, tendo a criança como público-alvo, vêm acarretando diversas inquietações de órgãos e de pesquisadores. Objetivo: Avaliar as propagandas e o valor nutricional dos produtos alimentícios apresentados em propagandas exibidas nos canais infantis de TV por assinatura. Foi realizada a gravação simultânea não consecutiva, por duas semanas, de três canais infantis de TV por assinatura (A, B e C). A análise dos dados consistiu na verificação daqueles dos produtos, alimentícios ou não, para posterior análise das informações nutricionais, além do cumprimento da legislação vigente. As crianças e os adolescentes que assistiram a essa programação estiveram expostos a uma alta carga de anúncios, principalmente os relacionados a brinquedos e produtos alimentícios. Entre os produtos alimentícios que mais foram anunciados destacam-se os biscoitos no Canal B (1ª semana, 28 aparições) e refrigerante (19 aparições, Canal C, 2ª semana). Com relação aos nutrientes, notou-se que as gorduras e o açúcar, analisado de acordo com a lista de ingredientes dispostos nos rótulos desses produtos, estão em quantidades elevadas. Além disso, os anunciantes se utilizam de meios apelativos para atrair a atenção do espectador. É necessária uma fiscalização e controle mais efetivos por parte dos órgãos públicos com relação às propagandas e chamadas exibidas na televisão, uma vez que estas podem exercer importante influência nas escolhas alimentares, principalmente no público infantil, período no qual há a formação das preferências alimentares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Ledo, Nutricionista pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pós-graduanda em Nutrição Clínica e Nutricionista do Hospital Vila Santa Catarina.

Nutricionista pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pós-graduanda em Nutrição Clínica e Nutricionista do Hospital Vila Santa Catarina.

Daniela Maria Alves Chaud, Nutricionista, Doutora em Ciências Aplicadas à Pediatria - Unifesp. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Universidade Presbiteriana Mackenzie

Nutricionista, Doutora em Ciências Aplicadas à Pediatria - Unifesp. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie

Edeli Simioni de Abreu, Nutricionista, Doutora em Saúde Pública pela USP. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie.

Nutricionista, Doutora em Saúde Pública pela USP. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie.

Downloads

Publicado

2019-06-27

Como Citar

Ledo, A., Chaud, D. M. A., & Abreu, E. S. de. (2019). ANÁLISE DOS PRODUTOS ALIMENTÍCIOS APRESENTADOS NAS PROPAGANDAS DOS CANAIS INFANTIS DE TELEVISÃO POR ASSINATURA. Revista Univap, 25(47), 70–85. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v25i47.403