ESTUDO DA RESISTÊNCIA AOS ANTIFÚNGICOS DE LEVEDURAS ISOLADAS DE CANDIDÚRIAS DE UM HOSPITAL DE MÉDIO PORTE

Laís Santos Moreira, Anelise Cristina Osorio Cesar Doria, Thaisa Baesso Santos, Fernanda Ramos Figueira, Camila Di Paula Costa Sorge, Adriano Moraes da Silva, Sônia Khouri

Resumo


Devido à alta incidência de infecções graves, tem se buscado novas terapias antifúngicas, muitas vezes estas, sendo administradas de forma empírica e aumentando desse modo a resistência fúngica. Sendo assim, os testes de sensibilidade aos antifúngicos tornaram-se relevantes, permitindo a escolha do fármaco adequado para o tratamento destes processos. Nas infecções fúngicas provocadas por Candida, a identificação de sua espécie é essencial, uma vez que a patogenicidade e o perfil de sensibilidade a um determinado antifúngico são variáveis entre as diferentes espécies. O presente estudo teve como objetivo determinar a resistência aos antifúngicos de uroculturas positivas para o gênero Candida spp. fornecidas pelo Hospital Pio XII de São José dos Campos. Os perfis de resistência aos antifúngicos das uroculturas foram analisados pelo kit do método comercial Candifast®. A partir dos resultados, foi realizado um estudo de incidência da resistência aos antifúngicos, que demonstrou que 50,8% das amostras apresentaram resistência, sendo de 55,56% a Nistatina, 66,67% a Miconazol e 88,89% a Fluconazol. Os resultados encontrados demonstraram resistência do gênero Candida spp aos antifúngicos convencionais, fazendo-se assim, necessária uma vigilância periódica da susceptibilidade das espécies de Candida, para a utilização da melhor terapêutica para estas infecções emergentes.


Palavras-chave


Candidúrias hospitalares; antifúngicos; diagnóstico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v23i43.365

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.