REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO PROFESSOR SOBRE AS DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM DO ALUNO

Joana Jesus Silva, Edna Maria Querido de Oliveira Chamon

Resumo


O presente trabalho analisa os processos e conteúdos representacionais dos professores de 9 instituições de ensino públicas rurais de um município do Vale do Paraíba Paulista com relação às dificuldades de aprendizagem do aluno. Para este fim, foram realizadas 15 entrevistas com professores do ensino fundamental. Uma análise de conteúdo informatizada de tais entrevistas com o software ALCESTE® revelou 7 classes de discursos, uma delas especificamente ligada ao tema “dificuldade de aprendizagem”. A representação social da dificuldade de aprendizagem para esse grupo de professores revela que os sujeitos atribuem ao próprio aluno e ao seu contexto sócio-econômico-cultural a responsabilidade pelo insucesso, conferindo aos fatores externos a principal causa destas dificuldades. Os professores culpabilizam especialmente as condições de vida do educando e a ausência da família na vida escolar do estudante. Foi possível ainda identificar os processos de objetivação e ancoragem que estão na gênese da representação social da dificuldade de aprendizagem do aluno.


Palavras-chave


Representações Sociais; Dificuldade de aprendizagem; Fracasso Escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1412

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.