PARTILHA DE BENS DO ESFORÇO COMUM NA UNIÃO ESTÁVEL

Autores

  • Suelen Ribeiro Linhares Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Direito
  • Ana Maria Viola de Sousa Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Direito
  • Mauricio Martins Alves Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Direito

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.854

Palavras-chave:

Partilha de Bens, União estável, Esforço Comum.

Resumo

O presente artigo, ao tratar do esforço comum na união estável submetida ao regime de separação obrigatória de bens, visa analisar a partilha de bens e os efeitos jurídicos resultantes de sua dissolução a partir da análise da Constituição Federal de 1988 e de legislação infraconstitucional, bem como de doutrina e jurisprudência do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que defende que a partilha do patrimônio dos casais que vivem em união estável submetidos ao regime de separação obrigatória de bens não será de forma automática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suelen Ribeiro Linhares, Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Direito

Direito Civil

Downloads

Publicado

2017-01-19

Como Citar

Linhares, S. R., Sousa, A. M. V. de, & Alves, M. M. (2017). PARTILHA DE BENS DO ESFORÇO COMUM NA UNIÃO ESTÁVEL. Revista Univap, 22(40), 355. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.854