INFLUÊNCIA DA Commelina diffusa L. NO DESENVOLVIMENTO DE DIFERENTES CULTIVARES DO FEIJOEIRO

Edilson Marques Junior, Patrícia Elisa da Silva Moreira, Marcelo Soares Altoé, Isadora Rodrigues Garcia, Angelo Oliveira Gonçalves, Matheus Ricardo da Rocha, Leandro Pin Dalvi

Resumo


A cultura do feijoeiro possui um lugar de destaque na agricultura brasileira, sendo um dos alimentos mais produzidos e consumidos no país. Seu desenvolvimento pode sofrer importantes interferências devido a diversos fatores, dentre eles, a presença de plantas daninhas, que competem por água, luz e nutrientes, causando consideráveis quedas na produtividade da cultura. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência da trapoeraba no desenvolvimento de diferentes cultivares do feijoeiro. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, onde quatro cultivares de feijoeiro, sendo elas BRS Estilo, Mulato + Precoce, Carioca Comum e Rosinha Carioca, foram semeadas em vasos, com e sem propágulos de trapoeraba. Posteriormente foram avaliadas diferentes variáveis das plantas adultas: altura da planta, diâmetro do caule, comprimento, largura da folha, número de folhas, número de vagens maduras, número de vagens chochas e número total de vagens. Das cultivares estudadas, apenas o Mulato + Precoce e Carioca Comum foram influenciadas pela trapoeraba, apresentando uma redução significativa na altura das plantas.

Palavras-chave


Acesso livre

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1573

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.