INFLUÊNCIA DA COMPETIÇÃO COM TRAPOERABA NO CRESCIMENTO DO QUIABEIRO

Ualace de Oliveira dos Reis, Roberto Mauri Marques, Reinys Pogian Alves, Amanda Dutra de Vargas, Maria Laura Urbano Nascimento, Leandro Pin Dalvi

Resumo


A cultura do quiabo é cultivada em todo o Brasil, devido a sua resistência e rentabilidade. Apesar disso, apresenta emergência de plântulas e crescimento primário lentos, além de ser cultivado em espaçamentos amplos, o que favorece o surgimento de plantas invasoras. Essas plantas são responsáveis por grandes perdas na produtividade, por possuírem um alto poder competitivo e pela produção de substâncias alelopáticas. Dentre as mais importantes encontra-se a trapoeraba (Commelina Spp.). O objetivo do trabalho foi avaliar a interferência competitiva da trapoeraba em diferentes densidades de infestação sobre a cultura do quiabo. As avaliações foram realizadas 50 dias após o transplante do quiabeiro. A comunidade infestante demonstrou uma influência negativa ao nível de duas e três plantas por vaso em todas as variáveis avaliadas, levando à conclusão de que altas densidades da mesma podem causar grandes prejuízos no cultivo. Em densidades menores, como ao nível de competição de uma planta por vaso, não houve influência negativa no crescimento inicial do quiabeiro.


Palavras-chave


Abelmoschus esculentus; Commelina difusa; Plantas Daninhas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1595

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.