PLANO NACIONAL DE SAÚDE: EVOLUÇÃO DO ACESSO ÀS ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS PELA POPULAÇÃO IDOSA DO RIO GRANDE DO SUL

Christian Caldeira Santos, Geraldine Alves dos Santos, Jacinta Sidegum Renner

Resumo


O processo de envelhecimento da população brasileira gera novas demandas na área de saúde; exemplo o acesso às órteses, próteses e materiais especiais. O Plano Nacional de Saúde (2012 - 2015) garantiu acesso da população a serviços de qualidade, da atenção básica até procedimentos de alta complexidade. Redes de Atenção à Saúde foram criadas. Portanto, o objetivo desta pesquisa foi verificar se houve crescimento do acesso às órteses, próteses e materiais especiais pela população idosa no Rio Grande do Sul, entre os períodos de 2008 - 2011 e 2012 - 2015; e se houve diferença entre os gêneros em relação ao acesso a estes materiais no período de 2008 – 2015. A pesquisa é descritiva, quantitativa e documental de fontes secundárias: Censo Demográfico (2010) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e dados do Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso. O acesso dos idosos aos recursos nos 19 municípios sedes das Coordenadorias de Saúde apontaram correlação positiva e significativa entre o total anual das concessões e o total da população idosa, por município. O acesso aos recursos entre os períodos demonstrou crescimento de 85% (p < 0,01) no período de 2012 - 2015. Na integralidade dos períodos, a população idosa do gênero feminino apresentou maior acesso aos recursos em relação ao gênero masculino (p < 0,0001). Considera-se que o Plano Nacional de Saúde (2012 - 2015) promoveu maior acesso às órteses, próteses e materiais especiais no estado gaúcho, onde as mulheres idosas foram as mais beneficiadas.


Palavras-chave


Idosos; órteses; próteses; materiais especiais; Rede de Atenção à Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v25i47.1890

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.