EFEITOS DE UM PROGRAMA DE CAMINHADA SUPERVISIONADA NA QUALIDADE DE VIDA DE INDIVÍDUOS COM SÍNDROME METABÓLICA

Tadeu Candido da Silva Santos, Matheus Guedes Fernandes Silva, Tatiane Lopes Patrocínio da Silva

Resumo


A realização de exercício físico regular é a terapia não-medicamentosa de primeira escolha para tratamento de indivíduos com Síndrome Metabólica (SM), com redução de peso, melhora da sensibilidade à insulina, diminuição dos níveis de glicose, prevenção do aparecimento de diabetes e melhora da qualidade de vida (QV). O objetivo deste estudo foi avaliar os benefícios de um programa de caminhada supervisionada (PCS) na QV de indivíduos com SM. Participaram 8 voluntários com SM (63 ± 9,65 anos). Antes do PCS todos realizaram o teste de caminhada de seis minutos (TC6’), o teste de caminhada com carga progressiva ou Shuttle Walk Test (TCP) e foi aplicado o questionário de QV SF-36, verificando as variáveis: distância percorrida (DP), percepção de esforço pela escala de Borg, pressão arterial e freqüência cardíaca em repouso e ao final dos testes. Os voluntários foram orientados a caminhar 30 minutos, 2 vezes por semana por 10 semanas, sempre com a supervisão do pesquisador, e ao final do PCS, foram reavaliados com o mesmo protocolo da avaliação. Após a verificação da normalidade dos dados optou-se pelo teste Wilcoxon para variáveis dependentes e para análise de correlação o teste de Speerman. No TC6’ e no TCP, observou-se aumento na DP com menor Borg final. Na avaliação da QV observou-se aumento na pontuação total do SF-36, bem como nos domínios analisados de forma individualizada. Conforme os resultados obtidos, conclui-se que o PCS aumentou a tolerância aos esforços, com menor sensação de dispnéia e melhora da QV em indivíduos com SM.

Palavras-chave


Síndrome Metabólica, Qualidade de Vida, Atividade Física

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v17i30.40

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.