A INCIDÊNCIA DE DENGUE ASSOCIADA A FATORES SOCIOECONÔMICOS NO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES - RJ

Autores

  • Adriano Rodrigues de Paula Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Gabriela Arêdes Lima
  • Bianca Rocha Araújo
  • Mateus Vargas Peres
  • Thais Helena Avemedio
  • Rafael Guerra
  • Anderson Ribeiro
  • César Ronald Pereira
  • Richard Ian Samuels

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1228

Palavras-chave:

Fatores socioeconômicos. Vigilância epidemiológica.

Resumo

A dengue é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma arbovirose de maior relevância no mundo. O agente etiológico da doença é um vírus do gênero Flavivírus, pertencente à família Flaviridae e é classificado em quatro sorotipos (DENV 1-4). O mosquito vetor, Aedes aegypti, apresenta-se em grande parte do território nacional e isso se deve à urbanização acelerada, sem planejamento, característica dos centros urbanos de países em desenvolvimento. Sem vacina contra a dengue, o controle da população de A. aegypti torna-se importante. Levantamentos de incidência de dengue também podem direcionar os programas de controle do vetor para locais com maiores casos suspeitos e confirmados. O presente trabalho realizou um levantamento de incidência da doença dengue em 6 bairros de Campos dos Goytacazes, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Observou que os bairros com melhor infraestrutura e população com melhor renda a incidência de dengue foi significativamente baixa, comparado com bairros de periferia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Rodrigues de Paula, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Pós doutor em entomologia com enfase em controle do mosquito Aedes aegypti

Downloads

Publicado

2016-10-28

Como Citar

de Paula, A. R., Arêdes Lima, G., Rocha Araújo, B., Vargas Peres, M., Helena Avemedio, T., Guerra, R., Ribeiro, A., Ronald Pereira, C., & Ian Samuels, R. (2016). A INCIDÊNCIA DE DENGUE ASSOCIADA A FATORES SOCIOECONÔMICOS NO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES - RJ. Revista Univap, 22(40), 55. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1228