PANO PRETO IMPREGNADO COM FUNGO Beauveria bassiana REDUZ A SOBREVIVÊNCIA DE FÊMEAS DE Aedes aegypti

Adriano Rodrigues de Paula, Anderson Ribeiro, Leila Eid Imad da Silva, Richard Ian Samuels

Resumo


O mosquito Aedes aegypti é o principal vetor das doenças dengue, chikungunya e zika. O presente estudo teve o objetivo avaliar a taxa de sobrevivência de fêmeas de A. aegypti infectadas com o fungo entomopatogênico Beauveria bassiana em condições de laboratório. Para infecção os mosquitos foram expostos, por 48 horas, ao pano preto impregnado com B. bassiana pendurado dentro de um pote de plástico e depois a taxa de sobrevivência foi avaliada diariamente por 7 dias. Os mosquitos expostos ao B. bassiana tiveram, no sétimo dia de avaliação, 16% de sobrevivência, valor significativamente diferente do controle (80% de insetos vivos). O presente estudo mostrou que fêmeas de A. aegypti foram suscetíveis ao fungo B. bassiana. A redução da população de mosquitos A. aegypti diminuirá a transmissão de dengue, chikungunya e zika. 

Palavras-chave


Mosquitos, fungos, dengue, zika, chikungunya.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1224

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.