RELACÃO ENTRE IDADE, FUNCIONALIDADE E FORÇA DE PREENSÃO MANUAL EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS

Autores

  • Leonardo Squinello Nogueira Veneziano Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Jéssica Silva Nascimento Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Nulciene Firmino Freitas Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Getúlio Antonio Freitas Filho Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Fernando Duarte Cabral Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Roberto Dias Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Lya Karla Manso Miranda Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Kátia Silveira Ferreira Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Renata Nascimento Silva Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Tairo Vieira Ferreira Instituto de Ensino Superior de Rio Verde
  • Rejane Maria Cruvinel Cabral Instituto de Ensino Superior de Rio Verde

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1234

Palavras-chave:

Institucionalização, Idosos, Funcionalidade, Força de Preensão Manual.

Resumo

Os idosos apresentam características particulares, dentre as quais se destaca a diminuição da força muscular. A dinamometria manual tem sido utilizada em diversos campos da área da saúde, consiste em um teste simples, confiável e objetivo de aferição da força máxima voluntária de preensão manual. O objetivo do presente estudo foi estabelecer a associação entre a idade, a funcionalidade e a força de preensão manual dos idosos. Trata-se de um estudo cuja amostra foi composta por 35 idosos do sexo masculino, com idades entre 60 e 90 anos. Para avaliação da força de preensão manual foi utilizado o Dinamômetro Hidráulico Manual da marca Crown. A avaliação da funcionalidade foi feita através do índice de Katz, que avalia seis tarefas do dia a dia. Idosos entre 60 e 69 anos de idade obtiveram uma força média de preensão de 15,38kg/f, idosos de 70 a 79 anos apresentaram força média de 11,4kg/f, e os idosos de 80 a 90 anos tem força média de 8,6kg/f. pode-se concluir que a força de preensão manual apresentou maior declínio quando relacionada à idade, ou seja, quanto maior a idade menor a força e maior dependência funcional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-21

Como Citar

Veneziano, L. S. N., Nascimento, J. S., Freitas, N. F., Freitas Filho, G. A., Cabral, F. D., Dias, R., Miranda, L. K. M., Ferreira, K. S., Silva, R. N., Ferreira, T. V., & Cabral, R. M. C. (2017). RELACÃO ENTRE IDADE, FUNCIONALIDADE E FORÇA DE PREENSÃO MANUAL EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. Revista Univap, 22(40), 583. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1234