COMPARAÇÃO DE CINCO PROTOCOLOS PARA EXTRAÇÃO DE DNA E TRIAGEM DE INICIADORES DO TIPO ISSR PARA O GÊNERO Coffea

Fernanda Vargas Valadares, Laricia Olaria Emerick Silva, Rafael Nunes de Almeida, Iris Petronilia Dutra, José Dias de Souza Neto, Monique Moreira Moulin

Resumo


O café é uma bebida conhecida e consumida a nível mundial, sendo esta cultura uma grande commodity. O objetivo do estudo foi selecionar o método de extração de DNA mais eficiente e os iniciadores mais polimórficos para a caracterização molecular de cultivares de café do Parque Cafeeiro do Ifes Campus de Alegre. O estudo foi conduzido no Ifes Campus de Alegre com oito cultivares de café, foram testados dois acondicionamentos para folha, congelada ou natural, e cinco protocolos de extração. Após o protocolo escolhido foi feito uma triagem com dez iniciadores ISSR com o intuito de averiguar o polimorfismo gerado. Os protocolos 2, 3 e 5 foram satisfatórios com maiores concentrações de DNA, pelo teste não houve diferença significativa entre o tipo de acondicionamento, e os iniciadores UBC 813, 818, 824, 845 e 859 apresentaram bandas de DNA mais nítidas para os três indivíduos.


Palavras-chave


Análise molecular, Café, ISSR.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1057

Apontamentos

  • Não há apontamentos.