INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE CULTURA NA GERMINAÇÃO in vitro DE Passiflora suberosa L.

Autores

  • Quezia Pains Dutra Universidade Federal do Espirito Santo campus Alegre
  • João Otavio da Silva Malaquias UFES
  • Darley Aparecido Tavares Ferreira UFES
  • Milene Miranda Praça Fontes UFES

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.894

Palavras-chave:

Passifloras, cultura in vitro, calos

Resumo

O gênero Passiflora L. é o maior da família Passifloraceae, compreendendo cerca de 525 espécies.  No Brasil, 141 espécies são registradas, das quais  85 são endêmicas. Dentre as espécies encontradas no Estado do Espírito Santo, detacamos a Passiflora suberosa, tambem conhecida como maracujazinho-cortiça-preto que é uma espécie tropical, utilizada como planta medicinal. Em busca de conhecimento científico e de conservação da espécie, a cultura in vitro vem sendo empregada para propagação e melhoramento genético. Portanto, o objetivo deste trabalho, foi identificar a influência de diferentes meios de cultura na germinação in vitro de P. suberosa, com a finalidade de desenvolver estratégias para adaptação da cultura in vitro, a fim de obter plântulas em condições assépticas e controladas. Sementes de P. suberosa foram desinfestadas e inoculadas nos meios MS, MS½, AAS e B5. As respostas obtidas in vitro foram a formação de calos e obtenção de plântulas inoculadas nos meios MS, MS1/2 e B5.

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Quezia Pains Dutra, Universidade Federal do Espirito Santo campus Alegre

Biologia

Downloads

Publicado

2017-03-24

Como Citar

Dutra, Q. P., Malaquias, J. O. da S., Ferreira, D. A. T., & Fontes, M. M. P. (2017). INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE CULTURA NA GERMINAÇÃO in vitro DE Passiflora suberosa L. Revista Univap, 22(40), 662. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.894