INFLUÊNCIA DAS CONCENTRAÇÕES DE ÁCIDO SULFÚRICO NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE Pterogyne nitens TUL. (FABACEAE)

Autores

  • Rosália Nazareth Rosa Trindade UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DE JEQUITINHONHA E MUCURI http://orcid.org/0000-0003-3873-4125
  • Renolde Rodrigues
  • Lucas Anderson Fernandes Cordeiro
  • Vinícius Faúla Aguiar
  • Clara de Almeida Guerra
  • Bruno Oliveira Lafetá

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.850

Palavras-chave:

Pau-amendoim, Semente, Escarificação química, Cultura de tecido.

Resumo

O objetivo foi avaliar o efeito de diferentes concentrações de ácido sulfúrico na desinfestação, oxidação e germinação in vitro de sementes de Pterogyne nitens. O experimento foi conduzido no laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais do IFMG. O delineamento foi inteiramente ao acaso, com quatro repetições de 12 sementes, sendo estudado o efeito de cinco concentrações de ácido sulfúrico. A avaliação do número de sementes germinadas, oxidadas e desinfestadas foi feita três vezes por semana, por 20 dias. Os dados foram submetidos à análise de variância. As maiores porcentagens de desinfestação 27,08 e 16,67% foi observado nas sementes tratadas com 25 e 100% do ácido. Os tratamentos com 75 e 100% de ácido sulfúrico não se diferenciaram e apresentaram maiores porcentagens de germinação (93,75 e 83,33%, respectivamente) e oxidação (89,58 e 83,33 %, respectivamente). A concentração de 100% de ácido sulfúrico apresentou os melhores resultados para a desinfestação e germinação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-01-06

Como Citar

Trindade, R. N. R., Rodrigues, R., Cordeiro, L. A. F., Aguiar, V. F., Guerra, C. de A., & Lafetá, B. O. (2017). INFLUÊNCIA DAS CONCENTRAÇÕES DE ÁCIDO SULFÚRICO NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE Pterogyne nitens TUL. (FABACEAE). Revista Univap, 22(40), 241. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.850

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.