DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO IN VITRO DE ZEYHERIA MONTANA MART.

Lílian Almeida Brito, Luiz Carlos Araújo, Maria Luiza Azevedo, Samuel Cunha Giordani, Miranda Titon

Resumo


Zeyheria Montana é uma espécie com comprovado potencial medicinal e de recuperação de áreas degradadas, porém apresenta problemas de multiplicação em escala. Uma alternativa é a utilização da cultura de tecidos in vitro, que tem como fase crítica a desinfestação dos explantes para obtenção de uma cultura asséptica. Este trabalho teve o objetivo de verificar o efeito do tempo de imersão em hipoclorito de sódio na desinfestação e emergêcia in vitro de sementes de Zeyheria montana. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC) composto por quatro tempos de imersão em hipoclorito de sódio 2,5% de cloro ativo (0; 2,5; 5 e 10 minutos), com quatro repetições. Os dados foram submetidos a analise de variância, ao teste Tukey a 5% de significância. Os resultados demonstraram que as sementes imersas em hipoclorito de sódio durante 10 minutos, apresentaram maior porcentagem de emergência e menores porcentagens de contaminação fúngica e/ou bacteriana. Conclui-se que a utilização de hipoclorito de sódio se mostrou satisfatório para desinfestação e emergência das sementes de bolsa de pastor.


Palavras-chave


Bolsa-de-pastor, Cerrado, germinação, desinfestação, micropropagação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1187

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.