OFICINA DO “MUNDO QUILOMBOLA”: CULTURA NO MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL DO SUL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO (MUSES)

Autores

  • Caroline Palacio de Araujo Universidade Federal do Espírito Santo
  • Vanessa Fagundes Campos Universidade Federal do Espírito Santo
  • Aline Tintori Mantovani Universidade Federal do Espírito Santo
  • Janete Valani Universidade Federal do Espírito Santo
  • Kênia Rezende Universidade Federal do Espírito Santo
  • Kalia Dável Grecco Universidade Federal do Espírito Santo
  • Anderson Lopes Peçanha Universidade Federal do Espírito Santo
  • Elias Terra Werner Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.806

Palavras-chave:

Oficina, história, escravidão, cultura.

Resumo

O “Mundo quilombola” foi uma das oficinas realizadas no Museu de História Natural do Sul do Estado do Espírito Santo (MUSES) durante a 14° Semana Nacional de Museus, que teve como tema “Museus e paisagens culturais”. Esta semana acontece anualmente para comemorar o Dia Internacional de Museus, 18 de maio, quando museus brasileiros, convidados pelo IBRAM, desenvolvem uma programação especial em prol dessa data. Esta oficina teve como objetivo mostrar aos visitantes um pouco sobre a história e as tradições dos remanescentes de quilombolas, com ênfase na comunidade quilombola de Monte Alegre, localizada na zona rural do distrito de Pacotuba, sendo este pertencente ao município de Cachoeiro de Itapemirim-ES. Os visitantes se mostraram interessados e entusiasmados com a cultura dos quilombolas e confecção das pulseiras. A oficina proporcionou um momento de prazer e de aprendizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-11-16

Como Citar

Palacio de Araujo, C., Fagundes Campos, V., Tintori Mantovani, A., Valani, J., Rezende, K., Dável Grecco, K., Lopes Peçanha, A., & Terra Werner, E. (2016). OFICINA DO “MUNDO QUILOMBOLA”: CULTURA NO MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL DO SUL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO (MUSES). Revista Univap, 22(40), 126. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.806