CONTAGEM DE BACTÉRIAS LÁTICAS VIÁVEIS EM LEITES FERMENTADOS

Ester de Almeida Machado Oliveira, Caroline Luise Soldi, Cristiano Caveião, Willian Barbosa Sales

Resumo


O leite fermentado é um alimento funcional, que fornece benefícios por meio das culturas probióticas. Objetivou-se verificar quantidade de micro-organismos viáveis e a temperatura de comercialização das bebidas láticas (leites fermentados) de um supermercado da cidade de Curitiba-PR e comparar se estavam de acordo com a Instrução Normativa nº 46 de 23 de outubro de 2007 do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). As temperaturas foram aferidas no momento da aquisição dos produtos e logo em seguida levados em caixa isotérmica para o Laboratório de Microbiologia. Foram realizadas diluições seriadas e semeadas em ágar Man Rogosa & Sharpe (MRS), e incubadas a 35±1ºC por 4 dias. Na sequência foi realizado Coloração de Gram, Teste de Catalase, e a contagem das bactérias láticas em UFC/ml (unidades formadoras de colônias por mililitro). Todas as 10 amostras analisadas estavam sendo comercializadas dentro da temperatura preconizada, esta variou entre os valores mínimo e máximo 2,9ºC e 7ºC, com média de ± 6,14ºC e desvio padrão de 1,635. Foram encontradas bactérias láticas viáveis com a média de 3,1 x 106 UFC/ml, que estavam dentro dos padrões estabelecidos pela Instrução Normativa nº46 de 23 de Outubro de 2007, do MAPA, de no mínimo 106 UFC/g e temperatura de comercialização não superior a 10ºC.


Palavras-chave


controle de qualidade; probióticos; lactobacillus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v24i46.1943

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.