BIOCOMPATIBILIDADE EM FILMES DE HIDROXIAPATITA REFORÇADA COM NANOTUBOS DE CARBONO

Autores

  • Natália Marassi Martinelli Universidade do Vale do Paraíba
  • Maria Julia Galera
  • Miller de Almeida Marques
  • Ritchelli Ricci
  • Anderson de Oliveira Lobo
  • Fernanda Roberta Marciano

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1556

Palavras-chave:

Nanotubos de carbono, hidroxiapatita, eletrodeposição, osteoblastos e expressão genica.

Resumo

As características químicas e estruturais individuais de nanotubos de carbono (NTC) e hidroxiapatita (HAp), principal constituinte da fase inorgânica do osso, possibilitam seu uso na área médica como materiais biocompatíveis em implantes e próteses. O objetivo deste trabalho é estudar a biocompatibilidade do compósito HAp/NTC eletrodepositadas comitantemente em aço 316. Para a produção dos compósitos os NTC foram dispersos na solução eletrolítica em concentrações de 1% e 3%. Os resultados obtidos in vitro, utilizando o ensaio da Lactato Desidrogenase (LDH), demostraram que nenhuma amostra causou citotoxicidade nas células osteoblásticas. Neste estudo, também foram avaliados genes relacionados à osteogênese, tais como: fosfatase alcalina (ALP), osteopontina (OPN), osteocalcina (OC) por RT-qPCR (Transcrição Reversa – Reação em Cadeia da Polimerase quantitativa), após 14 dias. Os osteoblastos em contato com a HAp/NTC apresentaram aumento da expressão de genes importantes no processo de mineralização e maturação óssea. Os resultados demonstraram um grande potencial de aplicação clínica deste compósito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-11-03

Como Citar

Martinelli, N. M., Galera, M. J., Marques, M. de A., Ricci, R., Lobo, A. de O., & Marciano, F. R. (2016). BIOCOMPATIBILIDADE EM FILMES DE HIDROXIAPATITA REFORÇADA COM NANOTUBOS DE CARBONO. Revista Univap, 22(40), 90. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1556