ANÁLISE DE OSTEOBLASTOS HUMANOS CULTIVADOS SOBRE NANOFIBRAS POLIMÉRICAS RECOBERTAS COM GELATINA

Mayara Cristina Moreira Silva, Fernanda Roberta Marciano, Maíra Maftoum Costa, Anderson de Oliveira Lobo

Resumo


Os índices de doenças relacionadas às estruturas ósseas têm aumentado nas últimas décadas assim como a necessidade de se desenvolver novos biomaterias e melhorar os já existentes tem aumentado. O objetivo deste estudo foi recobrir nanofibras poliméricas com gelatina e analisar células de osteoblastos humanos (MG-63) cultivados sobre este biomaterial. Foram verificadas a toxicidade das mantas poliméricas e a proliferação celular dos osteoblastos cultivados utilizando o ensaio de LDH (lactato desidrogenasse). As nanofíbras poliméricas foram produzidas pela eletrofiação de solução de poli (butileno adipato cotereftalo) (PBAT) a 12% w/v com nanohidroxiapatita (nHAp) a 3% w/v e recobertas com gelatina (GE) a 5% w/v.  A presença da GE foi confirmada por microscopia eletrônica de varredura e a não toxicidade das fibras após o período de 24 h pela mensuração de LDH liberado no meio. A proliferação celular após 7 e 14 dias não sofreu alterações quando comparado com o controle. Os resultados obtidos são promissores e sugerem o recobrimento das nanofibras como uma alternativa viável para aumentar a hidrofilicidade de materiais sem interferir na toxicidade do mesmo.

Palavras-chave


Nanofibras poliméricas, PBAT, nHAp, Gelatina, osteoblástos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1707

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.