TÉCNICA DE DESCELULARIZAÇÃO DE PULMÕES PARA A BIOENGENHARIA DE ÓRGÃOS

Leticia Lopes Guimarães, Jessica Julioti Urbano, Renata Kelly da Palma, Henrique Pichioli, Murilo Brandimarte, Vinicius Calbianco Queiroz, Daniel Navajas, Ramon Farre, Luis Vicente Franco de Oliveira

Resumo


As principais doenças do sistema respiratório, tais como a obstrução pulmonar crônica, o enfisema pulmonar, a fibrose pulmonar idiopática e a hipertensão arterial pulmonar primária, tem como resultado um dano estrutural no parênquima pulmonar irreversível, sendo o transplante pulmonar a única indicação terapêutica. Infelizmente, o sucesso do transplante pulmonar é limitado, principalmente devido à escassez do número de doadores de órgãos e incidência de bronquiolite obliterante o que resulta em uma resposta aloimune provocada pelas disparidades entre o doador e os antígenos do receptor. Neste contexto, a bioengenharia de pulmões é considerada uma alternativa terapêutica em potencial. Este estudo visa demonstrar em um modelo experimental animal o processo de descelularização de pulmões visando a preparação de scaffolds para a recriação artificial de órgãos. A matriz de órgãos descelularizados, potencialmente, mantém a arquitetura tridimensional e a composição bioquímica, bem como a microvasculatura do tecido original. Esta capacidade torna o pulmão descelularizado promissor para a geração bioartificial de pulmões funcionais.


Palavras-chave


Descelularização, pulmões, bioengenharia de órgãos, Engenharia Biomédica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.466

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Limite de 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <www1.univap.br/revista/20201215_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

Declarações a serem enviadas como documento suplementar:


Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.doc>

- Declaração de Responsabilidade por tradução de língua inglesa/espanhola

Os autores deverão encaminhar Declaração de Responsabilidade de Tradução de língua inglesa/espanhola assinada por tradutor profissional.
<http://www1.univap.br/revista/Declaracao_traducao_profissional.doc>

Recomendamos o contato cpotraducao. Entretanto, fica a critério do autor. 

- Envio de documento suplementar com Indicação de Avaliadores (três) com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Fontes de indexação da Revista UNIVAP:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.