TIJOLOS COMPÓSITOS DO TIPO SANDUÍCHE DE CONCRETO-POLÍMERO-METAL

Alex Da Silva Sirqueira, Fabiana Teodosio Barbosa

Resumo


O poliestireno expandido (EPS) é um material que vem sendo difundido na indústria da construção, com vistas à sustentabilidade e preservação ambiental, pois o EPS é 100 % reciclável. Nesse contexto, essa pesquisa objetivou estudar as propriedades mecânicas e físicas deste material associado com concreto e metal. Os ensaios testados formam a resistência à compressão, absorção de água, dureza e o processo de corrosão. Buscou-se produzir, um tijolo com três componentes: um bloco de polímero tipo 4 (alocado no centro), malha metálica (para revesti-lo) e argamassa. Através dos ensaios, foi observado que os tijolos convencionais absorvem mais água quando comparados ao compósito desenvolvido. Os CPs submetidos ao ensaio de exposição à temperatura de 50ºC perderam massa específica, mas os resultados demostram que não houve perda da resistência à compressão. A deformação manteve-se dentro dos padrões da norma. Ao analisar a força de compressão conclui-se que mesmo o compósito com menor resistência, suportou carga maior que 8,1 tf/ m² do EPS. Nesse contexto, pode-se deduzir que o aço e a argamassa oferecem maior resistência ao material e que, assim sendo, compósitos estudados são capazes de suportar as cargas quando estão distribuídas por m². Os materiais submetidos ao ensaio de corrosão apresentaram valores dentro da norma.

Palavras-chave


Compósitos; propriedades mecânicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 6120: cargas para o cálculo de estruturas de edificações – Métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 1980.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10837: cálculo de alvenaria estrutural de blocos vazados de concreto – Procedimentos. Rio de Janeiro, 2000.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 15270-3: componentes cerâmicos parte 3: Blocos cerâmicos para alvenaria estrutural e de vedação - Métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 8082: espuma rígida de poliuretano para fins de isolação térmica – determinação da resistência à compressão. Rio de Janeiro, 2016.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO POLIESTIRENO EXPANDIDO. O que é EPS. 2010. Disponível em: http://www.abrapex.com.br/01OqueeEPS.html. Acesso em: 05 mar. 2019.

CALDEIRA, Débora; SPOSTO, Rosa; CALDAS, Lucas. Avaliação do ciclo de vida energético de telha termoacústica com poliestireno expandido e telha cerâmica tipo plana em edificação unifamiliar. In: Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído,16., 2016. Anais..., Santa Maria, 2016.

JOHN, V. M.; SATO, N. M. N. Durabilidade de componentes da construção. In: SATTLER, M. A.; PEREIRA, F. O. R. (Org.). Construção e Meio Ambiente. Porto Alegre: ANTAC, 2006. p. 21-57.

JOHN, V. M.; SJÖSTRÖM, C.; AGOPYAN, V. Durability in the Built Environment and Sustainability in Developing Countries. In: INT. CONF. ON DURABILITY OF BUILDING MATERIALS AND COMPONENTS, 9 th, 2002.Proceedings..., Brisbane. Melbourne: CSIRO, 2002. p. 11-1-11-7.

LOPES, Gil Alves. Avaliação do ciclo de vida de dois materiais de isolamento utilizados na construção civil: o poliestireno expandido e o aglomerado de cortiça expandida. 107f. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia do Ambiente) – Universidade do Porto, Porto, 2011.

MATEUS, Ricardo; BRAGANÇA, Luís. Avaliação da sustentabilidade da construção: desenvolvimento de uma metodologia para a avaliação a sustentabilidade de soluções construtivas. In: CONGRESSO SOBRE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL, 1., 2004. Anais..., Leça da Palmeira, 2004.

SANTOS, Maria Betania Gama et al. Sustentabilidade na construção civil: utilização do resíduo de poliestireno expandido como material não convencional. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 29., 2009. Anais..., Salvador, 2009.

SANTOS, Reginaldo Dias dos. Estudo Térmico e de Materiais de um Compósito à Base de Gesso e EPS para Construção de Casas Populares. 2008. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2019.

SANTOS, Tamires Polydoro Saldanha. Reciclagem de poliestireno expandido: compósito com fibras de algodão para a confecção de placas de circuito impresso. 55f. 2013. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado Engenharia de Materiais) - Universidade Estadual Paulista, Guaratinguetá, 2013.

STOCCO, Wagner; RODRIGUES, David; CASTRO, A. P. A. S. Concreto leve com uso de EPS. Cobenge, v. 32, n. 1, p. 47-55, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v26i51.2431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.