SUBSTRATO DE CRESCIMENTO DO FUNGO Metarhizium anisopliae INFLUENCIA NA VIRULÊNCIA CONTRA LARVAS DE Aedes aegypti

Aline Teixeira Carolino, Thaís Berçot Pontes Teodoro, Simone Azevedo Gomes, Thalles Cardoso Mattoso, Richard Ian Samuels

Resumo


O presente estudo investigou a virulência dos isolados 4556 e ESALQ 818 do fungo M. anisopliae crescidos nos substratos arroz parboilizado e nos meios de cultivo BDA (para o isolado 4556) e SDA (para o isolado ESALQ 818). Ensaios de virulência foram realizados com larvas de Aedes aegypti provenientes de ovos coletados no campo. Os ovos foram colocados na água e deram origem as larvas que foram utilizadas nos experimentos. Os conídios de M. anisopliae (ambos isolados) crescidos nos diferentes substratos foram formulados em Tween 80 e utilizados na concentração de 1x107 conídios ml-1. O estudo constatou que os dois isolados crescidos no arroz parboilizado foram mais virulentos para larvas de campo de A. aegypti. Apenas 7,5% das larvas tratadas com os conídios do isolado 4556 crescidos no arroz sobreviveram e no meio de cultivo BDA a sobrevivência das larvas foi de 65,%, após 24 horas de infecção. As larvas tratadas com conídios do isolado ESALQ 818 produzidos no arroz apresentaram 52,5% de sobrevivência e as tratadas com conídios produzidos no meio SDA apresentaram sobrevivência de 85%, após 24 horas de infecção.

Palavras-chave


Fungos entomopatogênicos; Conídios; Dengue.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1578

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.