AVALIAÇÃO FENÓTIPICA E PRODUTIVA DE CULTIVARES CRIOULAS DE MILHO PARA A REGIÃO DE SÃO JOÃO DE PETRÓPOLIS, SANTA TERESA-ES

Renan Garcia Malikouski, Felipe Pereira Dal'Col, Rafael Vago Gonzales, Rafael Costa de Sant'Ana, Rafael Zucateli da Vitoria, Hediberto Nei Matiello, Francisco Bráz Daleprane

Resumo


O cultivo intenso de milho híbrido vem provocando o fenômeno conhecido como erosão genética, tornando-se importante a realização de trabalhos que visem caracterizar cultivares crioulas de milho a fim de indicar aos agricultores de cada região as variedades que mais se adaptem a sua realidade, além de fornecer informações relevantes aos programas de melhoramento. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo caracterizar quatro cultivares crioulas de milho para a região de São João de Petrópolis, município de Santa Teresa - ES. O experimento foi realizado no Instituto Federal do Espirito Santo campus Santa Teresa, as variedades crioulas utilizadas foram: Aliança, Fortaleza, Cateto e Cunha, incluindo também o híbrido AG 1051 e a cultivar Incaper 203. Foram avaliadas as seguintes variáveis: altura de planta, altura de inserção de espiga, número de espigas por planta, ângulo foliar, diâmetro de colmo e produtividade. Observou-se que as cultivares crioulas apresentaram desempenho semelhante ou até superior em muitos parâmetros, evidenciando a possibilidade de cultivo dessas variedades crioulas atualmente.

Palavras-chave


Agricultura familiar, programas de melhoramento, Zea mays L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1281

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.