FONTES DE ADUBOS ORGÂNICOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PITAIA

Felipe Pereira Dal'col, Renan Garcia Malikouski, Maurício Raasch Buss, Marcelo Rodrigo Krause, Rafael Costa de Sant'Ana, Rafael Zucateli da Vitoria, Hediberto Nei Matiello

Resumo


A pitaia (Hylocereus undatus) é uma frutífera exótica que vem se popularizando perante os produtores brasileiros. Com isso, verificou-se a utilização de duas fontes de esterco animal, como tratamentos compostos de solo de barranco + esterco de curral (2:1), solo de barranco  + esterco suíno curtido (2:1) e solo de barranco, onde todos foram enriquecidos com a dose de 2Kg m-3 de superfosfato simples. O experimento foi realizado no Setor de Viveiricultura do Ifes- Campus Santa Teresa. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado (DIC), com 5 repetições. Transcorridos 75 dias do plantio as mudas foram avaliadas considerando-se a parte aérea e o sistema radicular. Observou-se efeito significativo nos tratamentos aplicados para a produção de mudas de pitaia. Os tratamentos contendo esterco bovino e suíno se apresentaram superiores com relação ao número de brotos, altura de plantas e matéria seca de brotos, o que os indica  proporcionar o melhor desenvolvimento de mudas de pitaia, em virtude dos acréscimos nutricionais e nas características físicas do substrato.

Palavras-chave


Esterco animal, sistema radicular, frutífera exótica, cactácea.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.