REGISTROS DOS EXAMES COLPOCITOLÓGICOS NAS ESTRATÉGIAS DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Laura Izabel Pacheco Pereira Hartmann, Bruna Estevão Araújo, Anna Beatriz Ribeiro Moreira Bazzano, Lisie Souza Castro, Jania Cristiane De Souza Oliveira, Ludiele Souza Castro

Resumo


No âmbito da Atenção Primária, o controle da realização dos exames colpocitológicos e seus registros de resultados de forma efetiva são instrumentos fundamentais para adequado controle e manejo clínico do câncer de colo de útero, além de permitir análise do perfil epidemiológico em cada área de abrangência. Com objetivo de analisar os Livros de Registros dos resultados de exames colpocitológicos, 10 Unidades de Saúde da Família foram selecionadas. A pesquisa compreendeu 2.054 registros de exames, destes 84,1% foram realizados em mulheres com idade entre 25 a 64 anos. Foi observado a ausência de padronização do registro referente aos resultados entre as unidades analisadas, já que foi visto porcentagens consideráveis de dados sem preenchimento e informação para diferentes aspectos nos exames. Isto é evidenciado quando se observa que em 100% dos resultados não havia a informação sobre a data da última coleta, em 78,25% dos registros não informavam a adequabilidade da amostra e 35,64% dos resultados não definiam quais epitélios estavam presentes no material coletado. Esses dados indicam que o controle dos resultados não está sendo realizado de forma adequada, sendo essencial o treinamento da equipe e padronização dos registros, visando o aprimoramento.


Palavras-chave


Câncer de colo uterino; registros de enfermagem; exame colpocitológico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v24i46.1995

Apontamentos

  • Não há apontamentos.