TORO MANDIBULAR: UMA REVISÂO DA LITERATURA

Autores

  • Jamile Faria Universidade do Vale do Paraíba
  • Glauciane Morais Universidade do Vale do Paraíba
  • Antonio Carlos Victor Canettieri Universidade do Vale do Paraíba
  • Renata Amadei Nicolau Universidade do Vale do Paraíba
  • Camila Porto de Deco Universidade do Vale do Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1609

Palavras-chave:

Toro mandibular, Exostose óssea, Mandíbula

Resumo

O toro mandibular é um crescimento ósseo, de evolução lenta e aspecto nodular que se desenvolve na região lingual da mandíbula. A lesão não é rara, mas por ser assintomática, nem sempre é notada. Este estudo teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre o toro mandibular, enfatizando seu aspecto clínico e tratamento. Foram consultadas as bases de dados Scielo e Pubmed, utilizando-se as palavras-chave “toro mandibular” “exostose óssea” x “mandíbula”, selecionando apenas trabalhos publicados principalmente na última década. O exame clínico e radiográfico é essencial para o diagnóstico. Seu crescimento lento e caráter assintomático fazem com que apenas lesões grandes necessitem de tratamento, que consiste em sua remoção cirúrgica.  Concluiu-se que o toro mandibular é uma lesão óssea benigna que, devido à sua frequência relativamente alta, deve ser conhecida pelo cirurgião-dentista para que esteja apto para diagnosticá-lo e tratá-lo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-24

Como Citar

Faria, J., Morais, G., Canettieri, A. C. V., Amadei Nicolau, R., & Porto de Deco, C. (2017). TORO MANDIBULAR: UMA REVISÂO DA LITERATURA. Revista Univap, 22(40), 798. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1609