PREPARO DE GOETHITAS DOPADAS COM TITÂNIO PARA REMOÇÃO DE RODAMINA B DO MEIO AQUOSO

Isabela Fontoura Neves, Samuel Onofre Nicoli, Ronan Facini Tessinari, Alexandre dos Santos Anastácio

Resumo


Rejeitos industriais representam um importante problema ambiental. A grande quantidade de compostos orgânicos despejados em corpos d’água podem causar graves consequências como, por exemplo, a queda de oxigênio dissolvido nos recursos hídricos, o que provoca um desequilíbrio ao ecossistema aquático. A rodamina B é de difícil degradação, sendo os processos oxidativos avançados uma alternativa interessante para a diminuição de sua carga orgânica em efluentes. Dentre estes processos, o fenton heterogêneo tem se destacado bastante por sua aplicabilidade e custo relativamente baixo. Neste trabalho, óxidos de ferro (goethitas) dopados com titânio 5% foram preparados a partir da hidrólise dos sais precursores e caracterizados por difratometria de raios-X. Posteriormente, esses materiais foram testados para degradação da rodamina B utilizando o processo conhecido como fenton heterogêneo. Os resultados indicaram que o único óxido de ferro formado foi a goethita não havendo coexistência de outras fases de ferro nem formação de óxido de titânio. Para os testes catalíticos, houve maior eficiência para a goethita a 5% de titânio.

Palavras-chave


goethita, reação tipo-fenton, rodamina B

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1175

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.