PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS AO EXCESSO DE PESO ENTRE PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v28i57.2497

Palavras-chave:

Diabetes Mellitus Tipo 2, Índice de massa corporal, Estudos transversais, Atenção Primária à Saúde.

Resumo

O aparecimento do diabetes mellitus tipo 2 está relacionado com vários eventos, sendo o excesso de peso uma das principais causas para essa enfermidade. Neste contexto, objetivou-se identificar a prevalência de excesso de peso bem como seus fatores associados em pacientes diabéticos atendidos na rede da Atenção Básica. Trata-se de um estudo transversal com dados provenientes de prontuários de pacientes portadores de diabetes atendidos nas Equipes de Estratégia de Saúde da Família situadas na área urbana de Diamantina-MG. A população estudada foi descrita, segundo as características em termos absolutos e relativos.  Posteriormente, por meio da análise bivariada, avaliou-se a associação com o excesso de peso utilizando o teste do Qui quadrado, em seguida, selecionou-se as variáveis associadas ao excesso de peso para uma análise multivariada pela Regressão de Poisson. Embora tenha sido localizado 613 prontuários de pessoas portadoras de Diabetes tipo 2, apenas 196 (31,9%) atingiram o critério de inclusão, ou seja, medidas peso e altura registrados no prontuário, sendo essa a amostra incluída no estudo. O IMC médio foi de 29,1 ± 6,3 kg/m2, 62,8% dos pacientes eram idosos, e 71,4% do sexo feminino. Em relação à distribuição do estado nutricional, o excesso de peso atingiu 44% dos idosos e 82% dos adultos. No grupo estudado as mulheres e os adultos estiveram associados ao excesso de peso. Observou-se elevada prevalência de excesso de peso, estando o mesmo associado ao sexo feminino e aos indivíduos com menos de 60 anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronilson Ferreira Freitas, Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes.

Doutorando em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes. Mestre em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM. Professor das Faculdades Integradas do Norte de Minas – Funorte e Faculdade de Saúde Ibituruna – FASI.

Jakeline Diana de Almeida, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Bianca de Fátima Soares, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Nardjara Leão, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Mestra em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Romero Alves Teixeira, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Docente do Programa de Pós-Graduação em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Mariana de Souza Macedo, Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Pós-Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição pela Universidade Federal Viçosa - UFV.

Angelina do Carmo Lessa, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Docente do Programa de Pós-Graduação em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Referências

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. (2016). Diretrizes Brasileiras de Obesidade 2016. 4th ed. São Paulo; 2016. [Internet]. Disponível em: http://www.abeso.org.br/uploads/downloads/92/57fccc403e5da.pdf. Acesso em: 19 mar. 2018.

Barbosa, M. G., Rampeloti Almeida, A., Andrade Figueiredo, M., Guimarães Negromonte, A., Lima da Silva, J., Silva Viana, M., & Cavalcante Galvão, G. (2015). Alimentação e diabetes mellitus: Percepção e consumo alimentar de idosos no interior de Pernambuco. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 28(3), 370-378.

Bercke, B. R., Selenguini, G. S., Lemos, R. A.; Ferreira, E. B., Lima, D. B. (2017). Cuidado a partir da atenção primária: estado nutricional do portador de diabetes mellitus. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 15 (1), 229-239.

Brasil. Ministério da Saúde. (2017). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Vigitel Brasil 2016: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2016/Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Ministério da Saúde. http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/02/vigitel-brasil-2016.pdf.

Brasil. Ministério da Saúde. (2017). Avaliação do peso em adultos (20 a 59 anos). Ministério da Saúde. http://portalms.saude.gov.br/component/content/article/804-imc/40509-imc-em-adultos

Brasil. Ministério da Saúde. (2013). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus. Ministério da Saúde. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_pessoa_diabetes_mellitus_cab36.pdf

Cortez, D., Reis, I., Souza, D., Macedo, M., & Torres, H. (2015). Complicações e o tempo de diagnóstico do diabetes mellitus na atenção primária. Acta Paulista de Enfermagem, 28(3), 250-255. DOI: 10.1590/1982-0194201500042

Costa, A., Flor, L., Campos, M., Oliveira, A., Costa, M., Silva, R. S, Lobato, L. C. P. & Schramm, J. (2017). Carga do diabetes mellitus tipo 2 no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 33(2). DOI: 10.1590/0102-311x00197915

Delahanty, L. M. (2017). Weight loss in the prevention and treatment of diabetes, Preventive medicine, 104, 120-123. http://dx.doi.org/10.1016/ j.ypmed.2017.07.022

Espeland, M A, Glick, H A, Ghazarian, S, Gregg, E W, Hazuda, H P, Hill, J O, hire, D, Horton, E S, Hubbard, V S, Jakicic, J M, Jeffery, R W, Johnson, K C, Bertoni, A, Kahn, S E, Killean, T, Kitabchi, A E, Knowler, W C, Kriska, A, Lewis, C E, . . . Foreyt, J P. Impact of an intensive lifestyle intervention on use and cost of medical services among overweight and obese adults with type 2 diabetes: the action for health in diabetes. Diabetes Care, 37(9), 2548-2556. DOI: 10.2337/dc14-0093

Feldman, A., Griffin, S., Ahern, A., Long, G., Weinehall, L., Fhärm, E., Norberg, M. & Wennberg, P. (2017). Impact of weight maintenance and loss on diabetes risk and burden: A population-based study in 33,184 participants. BMC Public Health, 17(1), 170. DOI: 10.1186/s12889-017-4081-6

Ferreira, R. A. B., & Benicio, M. H. D. A. (2015). Obesidade em mulheres brasileiras: associação com paridade e nível socioeconômico. Revista Panamericana de Salud Publica, 37, 337-342.

Foletto, K. C. (2009). Perfil epidemiológico, estado nutricional e fatores associados à hipertensão e diabetes mellitus em idosos cadastrados no Hiperdia no município de Caxias do Sul (RS). [Monografia de Especialização em Saúde Pública, Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul].

Franz, M. J., Boucher, J. L., Rutten-Ramos, S. & Vanwormer, J. J. (2015). Lifestyle weight-loss intervention outcomes in overweight and obese adults with type 2 diabetes: a systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. Journal of Academy of Nutrition and Dietetics, 15 (9), 1447-1463. DOI: 10.1016/j.jand.2015.02.031

Gummesson, A. M. D., Nyman, E., Knutsson, M. & Karpefors, M. (2017). Effect of weight reduction on glycated haemoglobin in weight loss trials in patients with type 2 diabetes. Diabetes, Obesity and Metabolism, 9(9), 1295-1305. DOI: 10.1111/dom.12971

Hu, Y., Bhupathiraju, S., De Koning, L., & Hu, F. (2014). Duration of obesity and overweight and risk of type 2 diabetes among US women. Obesity (Silver Spring, Md.), 22(10), 2267-2273. DOI: 10.1002/oby.20851

International Diabetes Federation. (2017). Diabetes Atlas. IDF. https://diabetesatlas.org/.

Iser, B., Stopa, S., Chueiri, P., Szwarcwald, C., Malta, D., Monteiro, H., Duncan, B. B. & Schmidt, M. (2015). Prevalência de diabetes autorreferido no Brasil: Resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 24(2), 305-314. DOI: 10.5123/S1679-49742015000200013

Magalhães, B. S., Ibiapina, D. F., & de Carvalho, D. R. (2015). Avaliação nutricional e prevalência de diabetes e hipertensão em idosos. Revista Interdisciplinar, 7(4), 131-138.

Mahan, L. K., Escott-Stump, S. & Raymond, J. L. (2012). Krause: Alimentos, nutrição e dietoterapia (13 ed.). Elsevier.

Malta, D. C., Morais Neto, O. L. D., & Silva Junior, J. B. D. (2011). Apresentação do plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis no Brasil, 2011 a 2022. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 20(4), 425-438.

Mazzini, M. C. R., Blumer, M. G., Hoehne, E. L., Guimarães, K. R. L. S. L. D. Q., Caramelli, B., Fornari, L., & Malheiros, S. V. P. (2013). Rastreamento do risco de desenvolvimento de diabetes mellitus em pais de estudantes de uma escola privada na cidade de Jundiaí, São Paulo. Revista da Associação Médica Brasileira, 59, 136-142.

Mello, A. P. A., Belo, L. A. D. O., Pontes, A. E. B., Pagotto, V., Nakatani, A. Y. K., & Martins, K. A. (2016). Estudo de base populacional sobre excesso de peso e diabetes mellitus em idosos na região metropolitana de Goiânia, Goiás. Geriatrics. Gerontology and Aging, 10(3), 151-157. DOI: 10.5327/Z2447-211520161600001

Melo, M. E. (2009). Os Números da Obesidade no Brasil: VIGITEL 2009 e POF 2008-2009. http://www.abeso.org.br/pdf/Obesidade%20no%20Brasil%20VIGITEL%202009%20POF2008_09%20%20II.pdf

Moreschi, C., Rempel, C., Carreno, I., da Silva, D. S., Pombo, C. N. F., & Cano, M. R. L. (2015). Prevalência e perfil das pessoas com diabetes cadastradas no sistema de informação da atenção básica (SIAB). Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 28(2), 184-190. DOI: 10.5020/18061230.2015.p184

Nascimento, N. C., Zaparolli, M. R., Baptista, D. R., & Vayego, S. A. (2014). Adesão à terapia nutricional por pacientes diabéticos internados em um hospital público do município de Curitiba-PR. Revista de Atenção à Saúde, 12(41).

Navarro‐González, D., Sánchez‐Íñigo, L., Fernández‐Montero, A., Pastrana‐Delgado, J., & Alfredo Martinez, J. (2016). Are all metabolically healthy individuals with obesity at the same risk of diabetes onset?. Obesity, 24(12), 2615-2623. DOI: 10.1002/oby.21667

Oliveira, J. E. P., Foss-Freitas, M. C., Montenegro Junior, R. M. & Vencio, S. (2017). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2017-2018. Clannad. http://www.diabetes.org.br/profissionais/images/2017/diretrizes/diretrizes-sbd-2017-2018.pdf

Organização Pan-Americana de Saúde. (2002). [Este disco de cálculo utiliza a Classificação IMC (Kg/m2) para Adultos]. https://sbn.org.br/app/uploads/sbn_dmr2017_disco_imc.pdf

Pelegrini, A., Silva Coqueiro, R. D., Petroski, E. L., & Benedetti, T. R. B. (2011). Diabetes mellitus auto-referido e sua associação com excesso de peso em idosos. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, 13, 442-447. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n6p442

Sachs, A. (2014). Diabetes Mellitus. In L. Cuppari. Guia de nutrição: nutrição clínica no adulto (pp. 151-165). Manole.

Sampaio, F. C., Peres de-Oliveira, P., Ferreira da-Mata, L. R., Teixeira-Moraes, J., Franscielle da-Fonseca, D., & de Sousa-Vieira, V. A. (2017). Profile of nursing diagnoses in people with hypertension and diabetes. Investigación y Educación en Enfermería, 35(2), 139-153. DOI: 10.17533/udea.iee.v35n2a03

Santos, L. M., Sampaio, J. R. F., da Costa Borba, V. F., Luz, D. C. R. P., & Rocha, E. M. B. (2017). Avaliação do hábito alimentar e estado nutricional de idosos com diabetes mellitus tipo 2 atendidos na atenção básica de saúde do município de Porteiras-CE. Revista E-Ciência, 5(1). http://dx.doi.org/10.19095/rec.v5i1.271

Silva, V. S. D., Petroski, E. L., Souza, I., & Silva, D. A. S. (2012). Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em adultos do Brasil: um estudo de base populacional em todo território nacional. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 34, 713-726. DOI: 10.1590/S0101-32892012000300013

Silva, T. R., Zanuzzi, J., de Mello Silva, C. D., Passos, X. S., & Costa, B. M. F. (2012). Prevalência de doenças cardiovasculares em diabéticos e o estado nutricional dos pacientes. J Health Sci Inst, 30(3), 266-270.

Telessaúde informa. (2016). Boletim informativo mensal do núcleo de telessaúde de SC (edição 39). Governo de Santa Catarina. https://ares.unasus.gov.br/acervo/html/ARES/3501/1/informativo_39.pdf

Wang, C., Li, J., Xue, H., Li, Y., Huang, J., Mai, J., Chen, J., Cao, J., Wu, X., Guo, D., Yu, L. & Gu, D. (2015). Type 2 diabetes mellitus incidence in Chinese: contributions of overweight and obesity. Diabetes research and clinical practice, 107(3), 424-432. DOI: 10.1016/j.diabres.2014.09.059

Wilding, J. P. (2014). The importance of weight management in type 2 diabetes mellitus. International journal of clinical practice, 68(6), 682-691. doi:10.1111/ijcp.12384p.12384.

Wing, R. R., Lang, W., Wadden, T. A., Safford, M., Knowler, W. C., Bertoni, A. G., Wing, R. R., Lang, W., Wadden, T. A., Safford, M., Knowler, W. C., Bertoni, A. G., Hill, J. O., Brancati, F. L., Peters, A., & Wagenknecht, L. (2011). Benefits of modest weight loss in improving cardiovascular risk factors in overweight and obese individuals with type 2 diabetes. Diabetes care, 34(7), 1481-1486.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

Freitas, R. F., de Almeida, J. D., Soares, B. de F., Leão, N., Teixeira, R. A., Macedo, M. de S., & Lessa, A. do C. (2022). PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS AO EXCESSO DE PESO ENTRE PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2. Revista Univap, 28(57). https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v28i57.2497

Edição

Seção

Ciências da Saúde