OBRAS DE CONTENÇÃO COM ESTACAS SECANTES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1129

Palavras-chave:

Estacas Secantes, Parede Diafragma, Meio Ambiente

Resumo

 O crescente número de obras com pavimentos de subsolo, dentre a qual necessita a contenção dos terrenos para escavação, está em desenvolvimento no Brasil, porém já é amplamente utilizado na Europa e nos Estados Unidos. As Estacas Secantes têm como objetivo substituir as obras de Paredes Diafragmas escavadas com lama bentonítica. Consiste em um processo mais limpo, executando as perfurações a seco e com apenas um equipamento, podendo aproveitar o máximo dos terrenos periféricos. O resultado final é uma parede que não permite a percolação de água do lençol freático, sendo compostas por estacas que se intersectam, umas nas outras, constituindo assim um tipo de contenção, muito efetivo para solos em presença de água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thales Lima Affonso, Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO

Aluno no curso de Engenharia Civil, cursando 8º Período.
Atuante como Técnico em edificações na área de Geotecnia, especificamente em obras de Fundações e Contenções, com experiência de 04 (quatro) anos e 03 (três) meses.

Downloads

Publicado

2017-02-10

Como Citar

Affonso, T. L., & da Silva, J. C. (2017). OBRAS DE CONTENÇÃO COM ESTACAS SECANTES. Revista Univap, 22(40), 523. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1129