PRODUTIVIDADE DE GRAMÍNEAS CULTIVADAS EM SISTEMAS ALAGADOS CONSTRUÍDOS NO NORTE DE MINAS GERAIS

Autores

  • Marco Aurélio Rodrigues de Souza INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária
  • Viktor Kayro Souza Santos INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária
  • Ana Paula Ferreira Colares INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária
  • Rodrigo Nogueira Martins INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária
  • Willyam Caldeira Corte INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária
  • Danilo Pereira Ribeiro INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - Campus Januária

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1122

Resumo

Esse trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o desempenho das gramíneas Tifton-85, Paspalum vaginatum e Brachiaria mutica cultivadas em Sistemas Alagados Construídos (SACs) tratando efluente da suinocultura. Para isso, avaliou-se a produtividade de matéria fresca e matéria seca das gramíneas. O experimento foi composto por três SACs de fluxo subsuperficial preenchidos com brita zero, tendo, cada um, 10 m de comprimento, 1,0 m de largura e 0,25 m de profundidade. Cultivou-se uma espécie de gramínea por SAC. Durante o experimento foram coletadas amostras das gramíneas a cada 30 dias. As gramíneas Brachiaria mutica e Tifton 85 obtiveram as maiores produtividades médias de matéria seca, por corte, ambas com 2,6 t ha-1. A Brachiaria mutica apresentou maior produtividade média de matéria fresca, acumulada nos 5 meses de cultivo, sendo 67,55 t ha-1, o que evidencia seu potencial para cultivo em SACs na região Norte de Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-10

Como Citar

de Souza, M. A. R., Santos, V. K. S., Colares, A. P. F., Martins, R. N., Corte, W. C., & Ribeiro, D. P. (2017). PRODUTIVIDADE DE GRAMÍNEAS CULTIVADAS EM SISTEMAS ALAGADOS CONSTRUÍDOS NO NORTE DE MINAS GERAIS. Revista Univap, 22(40), 518. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1122