INFLUÊNCIA DA CONCENTRAÇÃO DE OLIGONUCLEOTÍDEOS NO EFEITO DE AGLOMERAÇÃO DE NANOPARTÍCULAS NA PRESENÇA DE SOLUÇÃO SALINA

Olavo de Osti Comparato Filho, Marcela Aparecida Cândido, Guilherme Mosquim Lemes, Leandro José Raniero

Resumo


O desenvolvimento de tecnologias que auxiliam no estudo da interação de nanopartículas com biomoléculas tem proporcionado o surgimento de novas técnicas de diagnóstico de doenças. Nanomateriais possuem características químicas e físicas específicas, como o efeito de ressonância plasmônica de superfície (SPR). Este trabalho parte do princípio da utilização de nanopartículas de Ouro (AuNPs), previamente sintetizadas e padronizadas, para o estudo da influência de concentrações de oligonucleotídeos, em presença de solução salina de Cloreto de Magnésio hidratado (MgCl2.6H2O), na sua estabilidade coloidal, por meio da Espectroscopia de UV-visível. No laboratório de nanossensores, realizaram-se experimentos com nanopartículas, oligonucleotídeos e sal, onde se observou, por meio de testes colorimétricos, a influência da porcentagem de cobertura das superfícies das nanopartículas das soluções finais, nos efeitos da SPR. Os resultados gráficos dos experimentos, dos espectros UV vis que relacionam absorbância e comprimentos de onda, registraram o processo de aglomeração. O objetivo foi analisar comparativamente a influência da concentração dos oligonucleotídeos nas soluções com nanopartículas e sal, para a elaboração das curvas de estabilidade das AuNPs.

Palavras-chave


oligonucleotídeos; nanopartículas de Ouro; ressonância plasmônica de superfície; processo de aglomeração.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i39.423

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.