INFLUÊNCIA DE CATALISADORES DE CRAQUEAMENTO CATALÍTICO EM LEITO FLUIDIZADO (FCC) NAS PROPRIEDADES TÉRMICAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE POLI(TEREFTALATO DE ETILENO)

Florêncio Gomes de Ramos Filho, Fábio César Janotti

Resumo


Devido à versatilidade e facilidade de acesso à matéria-prima, a utilização de materiais plásticos vem crescendo aceleradamente nos últimos anos em nossa sociedade. O poli(tereftalato de etileno) (PET), em especial, utilizado principalmente em embalagens, representa elevado percentual dos materiais plásticos descartados após o uso e, por isso, novos métodos de reciclagem vêm sendo desenvolvidos ao longo dos últimos tempos. Dando início a estudos que possam, no futuro, levar à viabilização do co-processamento de resíduo sólido de PET em conjunto com as cargas convencionais dos processos tradicionais de FCC para a obtenção de hidrocarbonetos líquidos e gasosos, dando assim uma destinação mais nobre ao PET pós-consumo, avaliou-se, através de termogravimetria (TG) e calorimetria exploratória diferencial (DSC), a influência de dois tipos de catalisadores industriais de FCC (CAT1 e CAT2) à base de zeolitas, que por questões de segredo industrial não será revelada a sua composição, nas propriedades térmicas do PET pós-consumo, já que o processo industrial de FCC trata-se de um processo térmico-catalítico. Observou-se que o catalisador CAT1 apresentou melhores resultados para o aspecto de formação de menor quantidade de resíduo após a decomposição térmica do polímero, levando a uma maior conversão deste em outros produtos, e o catalisador CAT2 apresentou melhores resultados no aspecto da diminuição da entalpia de fusão do polímero.

Palavras-chave


Resíduos; PET; FCC; termogravimetria; DSC.

Texto completo:

PDF

Referências


AL-SALEM, S. M.; LETTIERI, P.; BAEYENS, J. The valorization of plastic solid waste (PSW) by primary to quaternary routes: From re-use to energy and chemicals, Progress in Energy and Combustion Science, v. 36, p. 103-129, fev. 2010.

ANDRADY, A. L.; NEAL, M. A. Applications and Societal Benefits of Plastics, Philosophical Transactions of the Royal Society B, v. 364, p. 1977-1984, 2009.

CANEVAROLO JR., S.V. Ciência dos Polímeros: um texto básico para tecnólogos e engenheiros. 3. ed. São Paulo: Artilber Editora, 2010.

HOSLER, D.; BURKETT, S.L.; TARKANIAN, M.J. Prehistoric Polymers: Rubber Processing in Ancient Mesoamerica. Science, v. 284, n. 18, p. 1988-1991, jun. 1999.

OLIVEIRA, M. C. B. R. Gestão de Resíduos Plásticos Pós-Consumo: perspectivas para a Reciclagem no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Planejamento Energético) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2012.

RIBEIRO, M.P. Aplicação de termogravimetria acoplada à espectrometria de massas para a caracterização de petróleo e determinação da curva de evolução de gás sulfídrico. 2009. Tese (Doutorado em Ciência e Engenharia de Petróleo) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Moçoró, 2009.

THOMPSON, R. C. et al. Plastics, the environment and human health: current consensus and future trends. Philosophical Transactions B, v. 364, p. 2153-2166, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v26i51.2427

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.