AVALIAÇÃO DE CITOCINAS NA FIBROSE HEPÁTICA INDUZIDA EM RATOS PELA LIGADURA DO DUCTO BILIAR

Juliana Saraiva Freitas, Amanda Birindeli Alkmin, Luciana Barros Sant´Anna, Maria Angélica Gargione Cardoso

Resumo


A fibrose hepática é uma doença causada por uma grande variedade de doenças crônicas que afetam o fígado após diferentes agressões, cujo único tratamento é o transplante de fígado. A patogênese da fibrose engloba uma complexa interação entre as células e a matriz extracelular do tecido hepático, interações estas mediadas por citocinas que modulam a progressão da fibrose. O objetivo do trabalho foi analisar quantitativamente o perfil de citocinas pró-inflamatórias (IL-6 e TNF-a) e anti-inflamatória (IL-10) no fígado de ratos, com diferentes graus de fibrose, induzida pela ligadura do ducto biliar (LDB). Vinte ratos foram submetidos ao procedimento da LDB e eutanasiados após 2, 4 e 6 semanas da indução da fibrose para a remoção do fígado e quantificação das citocinas pró e anti-inflamatórias pelo método de ELISA sanduíche. Foi observado o aumento na concentração de todas as citocinas após 4 semanas da LDB e diminuição dessas concentrações na 6ª semana. Dentre as citocinas pró-inflamatórias, o TNF-a mostrou aumento e diminuição estatisticamente significantes, respectivamente, na 4ª e 6ª semana, quando comparado a IL-6, a qual não apresentou significância estatística em nenhuma semana após a LDB. A IL-10, mostrou-se, significativamente, elevada na 4ª semana, seguida de uma diminuição moderada na 6ª semana. Esses resultados indicam que o TNF é a principal citocina na progessão da fibrose biliar, principalmente, durante sua fase intermediária. Ao mesmo tempo, a IL-10 atua nessa fase, limitando a produção da citocina pró-inflamatória TNF-a, na tentativa de um controle endógeno da progressão da doença.


Palavras-chave


fibrose hepática; ligadura do ducto biliar; citocinas; ELISA sanduíche.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v20i36.216

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.