ANÁLISE CELULAR E MOLECULAR DO PROCESSO APOPTÓTICO EM CÉLULAS ESTRELADAS HEPÁTICAS TRATADAS COM O PEPTÍDEO ANGIOTENSINA-(1-7).

Letícia Ferreira Ramos, Brenda de Oliveira da Silva, Letícia Rocha Gonçalves, Karen Cristiane Martinez de Moraes

Resumo


O fígado possui funções importantes e danos excessivos neste órgão acarretam em alterações metabólicas que podem induzir o aparecimento da fibrose do órgão. Dependendo da intensidade e persistência do estímulo indutor da fibrose, estes podem levar à cirrose e até mesmo ao hepatocarcinoma. Sabe-se que a necrose e a apoptose podem ocorrer em resposta a danos crônicos, mas também podem reverter o quadro fibrosante. Além disso, durante estímulos negativos, o estresse oxidativo também contribui para o estabelecimento da fibrose.  Uma das células relacionadas com a fibrogênese do órgão são as células estreladas hepáticas. Estas se apresentam quiescentes em fígados saudáveis e ativadas em fígados doentes. Atualmente terapias inovadoras são objetivadas e a Angiotensina-(1-7) [Ang-(1-7)], desponta-se como um possível elemento modulador da fibrose. Neste estudo observou-se a atuação da Ang-(1-7) no controle de mecanismos negativos no equilíbrio dessas células.


Palavras-chave


células estreladas hepáticas; estresse oxidativo; fibrose hepática; morte e equilíbrio celular.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

<Notas para trabalhos de revisão de literatura>

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

- domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.


- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.