ESTUDO DE EVENTOS CO-SISMOGÊNICOS BRASILEIROS

Autores

  • Thiago de Almeida Santos Universidade do Vale do Paraíba
  • Virgínia Klausner Universidade do Vale do Paraíba
  • Márcio Tadeu de Assis Honorato Muella Universidade do Vale do Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1205

Palavras-chave:

Terremoto, Propagação de Ondas, Magnetogramas.

Resumo

Este trabalho, relacionado com o evento sísmico de 16 de Setembro de 2015, em Illapel, Chile, foca na análise de variações geomagnéticas, principalmente na caracterização e situação em que se dão, a fim de contribuir para uma melhor compreensão dos processos físicos envolvidos no acoplamento Litosfera-Atmosfera-Ionosfera (LAI). Para isto, foram utilizados registros de magnetômetros fluxgate medidos em superfície fornecido pela rede EMBRACE. A metodologia de análise consiste na decomposição do sinal por bandas de frequência, isto é, Decomposição de Modo Empírico (EMD). O resultado alcançado no momento é a caracterização de efeitos magnéticos co-sismogênicos em território brasileiro causados pelo evento sísmico citado. Portanto, estudos como este se mostram indispensáveis e importantes não apenas no ponto de vista científico, mas também pela possibilidade de contribuição para uma futura condição de previsão e de potencial de alerta de catástrofes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-21

Como Citar

de Almeida Santos, T., Klausner, V., & Tadeu de Assis Honorato Muella, M. (2017). ESTUDO DE EVENTOS CO-SISMOGÊNICOS BRASILEIROS. Revista Univap, 22(40), 572. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1205