MECANISMOS DE AÇÃO DO EXTRATO AQUOSO DE Piper amalago EM CÉLULAS MERISTEMÁTICAS DE Lactuca sativa

Autores

  • Thammyres de Assis Alves UFES - Universidade Federal do Espírito Santo - Centro de Ciências Agrárias e Engenharias. http://orcid.org/0000-0001-7697-4184
  • Maikon Keoma da Cunha Henrique Engenharia Florestal/Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Agrárias e Engenharias
  • Rondinelle Giordane Costa Mestrando em Genética e Melhoramento/Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Agrárias e Engenharias

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.884

Resumo

Para manutenção da segurança alimentar o uso de agrotóxicos tem aumentado em todo o mundo, sendo o Brasil o seu maior consumidor desde 2009. Porém, os danos ambientais e à saúde humana, causados por essas substâncias sintéticas, tem provocado preocupações. Uma forma de amenizar o uso dos agrotóxicos é substituí-los totalmente ou em partes por compostos naturais, encontrados em plantas. Piper amalago é uma espécie que possui diferentes compostos químicos em sua constituição, tais como: alcaloides, amidos, terpenos e esteroides, o que determina nas suas diferentes atividades biológicas. Em virtude da sua constituição química, essa espécie é indicada para estudos de alelopatia. Assim, o presente trabalho objetivou avaliar o potencial mutagênico do extrato aquoso de P.  amalago através de bioensaio em Lactuca sativa. Para isso, análises de fitotoxicidade e citotoxicidade foram realizadas. Os dados obtidos foram submetidos ao teste de Dunnett com 5% de significância. Os resultados demonstram o potencial mutagênico do extrato aquoso de P. amalago em L. sativa, bem como, seus mecanismos de ação: clastogênicos e aneugênicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thammyres de Assis Alves, UFES - Universidade Federal do Espírito Santo - Centro de Ciências Agrárias e Engenharias.

É mestranda no programa de pós graduação em genética e melhoramento, trabalha com mutagenese e biologia molecular, tendo trabalhado na área de Fisiologia vegetal e educação durante a graduação.

Downloads

Publicado

2017-01-23

Como Citar

Alves, T. de A., Henrique, M. K. da C., & Costa, R. G. (2017). MECANISMOS DE AÇÃO DO EXTRATO AQUOSO DE Piper amalago EM CÉLULAS MERISTEMÁTICAS DE Lactuca sativa. Revista Univap, 22(40), 379. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.884