ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO ATENDIMENTO AO ADOLESCENTE QUE UTILIZA INDEVIDAMENTE ANABOLIZANTE E SUPLEMENTO

Samara Serpa Ferreira, Márcia Vanessa dos Santos, Daniela Freitas da Silva Freitas da Silva, Danielle Alice Teodoro dos Reis, Kellen Cristina Amin da Silva, Lucélia Pires Vieira de Paula, Antônio Carlos Prianti Junior, Sônia Maria Filipini, Isabela Bueno Rosseti

Resumo


A adolescência é caracterizada pela formação e fixação da identidade do indivíduo na sociedade. Nesse período de vulnerabilidade, o esteriotipo de corpos perfeitos divulgados pela mídia é transformado em um objetivo a ser alcançado com rapidez, utilizando indevidamente de anabolizantes e suplementos. O enfermeiro deve conhecer e saber orientar este grupo perante ao uso dessas substâncias. A pesquisa inicial resultou em 229 resultados, sendo utilizados outros estudos encontrados que abordavam o assunto. Foram utilizados como critérios de exclusão resultados repetidos e estudos sem relação com o tema proposto. Concluímos que os estudos sobre esse tema é escasso, pois foram encontradas poucas evidências e estas não focam na atuação do enfermeiro, impossibilitando a construção sólida de uma base cientifica para o profissional basear seus cuidados.


Palavras-chave


Enfermeiro, adolescência, anabolizante, suplemento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.931

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Limite de 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <www1.univap.br/revista/20201215_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

Declarações a serem enviadas como documento suplementar:


Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.doc>

- Declaração de Responsabilidade por tradução de língua inglesa/espanhola

Os autores deverão encaminhar Declaração de Responsabilidade de Tradução de língua inglesa/espanhola assinada por tradutor profissional.
<http://www1.univap.br/revista/Declaracao_traducao_profissional.doc>

Recomendamos o contato cpotraducao. Entretanto, fica a critério do autor. 

- Envio de documento suplementar com Indicação de Avaliadores (três) com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Fontes de indexação da Revista UNIVAP:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.