POTENCIAL MUTAGÊNICO E GENOTÓXICO DE PEIXES EXPOSTOS AO SEDIMENTO DO RIO DOCE APÓS O ROMPIMENTO DA BARRAGEM

Isabela Breder Vargas, Vivian França Mainardi, Luara Louzada Aguiar, Diego Lacerda de Souza, Allan Emilio Piedade, Thiago Pessanha Rangel, Diogo Quitete Ribeiro de Almeida, Pedro Pierro Mendonça, Carlos Eduardo de Rezende, José Augusto de Oliveira David, Cristiane dos Santos Vergilio

Resumo


O rompimento da barragem de Fundão em Bento Rodrigues culminou no lançamento de rejeito de minério ao longo do Rio Doce. A caracterização do rejeito liberado e seus prováveis efeitos sobre organismos são importantes no estudo do impacto sobre as populações que foram afetadas. Neste sentido, o presente estudo avaliou o potencial mutagênico dos sedimentos de fundo do leito principal do Rio Doce após o rompimento da barragem contendo rejeito de minério, através da análise do teste de micronúcleo e de outras anormalidades nucleares em tilápias. Os peixes expostos por 7 dias aos sedimentos de diferentes localidades ao longo do Rio Doce apresentaram índices de anormalidades nucleares e micronúcleos, indicando que há a presença de agentes mutagênicos e genotóxicos que podem vir a causar efeitos adversos nos organismos expostos. Esses resultados iniciais levantam a necessidade de estudos sistemáticos e de um monitoramento de longo prazo na região.

Palavras-chave


Ecotoxicologia; eritrócito; mutagenicidade; Oreochromis niloticus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1252

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 9 indexadores:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.