RELATO DE EXPERIENCIAS INICIAIS DO PRJETO DE EXTENSÃO ANTONIO GRAMSCI, UNIVALI, SC

Autores

  • Murilo Lyra Pinto UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ
  • Marcos Rodrigo Rita Universidade do Vale do Itajaí
  • Nerilaine Lasch Universidade do Vale do Itajaí
  • Rafael Thiago Laurentino Universidade do Vale do Itajaí
  • Tirza Oliveira Cruz Universidade do Vale do Itajaí
  • David Rivero Tames Universidade do Vale do Itajaí
  • Marco Aurélio da Ros Universidade do Vale do Itajaí
  • Rita de Cássia Gabrielli Souza Lima Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.887

Palavras-chave:

Extensão Universitária, Formação Histórica Ético-Política, Educação Popular, Sistema Único de Saúde

Resumo

O objetivo deste artigo é relatar as experiências iniciais vivenciadas, em 2015, pelo Projeto de Extensão Antonio Gramsci: fomentando a concepção ativista de educação, da Universidade do Vale do Itajaí, SC. A abordagem dialética foi adotada como método e matriz epistêmica. Na oficina-base do Projeto, intitulada Universidade, os extensionistas foram instigados para responder qual o papel da Universidade e que papel a Universidade deveria ter na sociedade brasileira. A síntese dos questionamentos deu-se na interlocução entre transformação, vontade coletiva e participação. Ancorados em Antonio Gramsci, concluíram que a produção de trabalhadores reflexivos e críticos para o Sistema Único de Saúde (SUS) exige o caráter orgânico na formação acadêmica e que a vontade coletiva é uma atividade ético-política. A execução deste Projeto expressa a natureza pública da Instituição e seu compromisso com o desenvolvimento humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-11-21

Como Citar

Pinto, M. L., Rita, M. R., Lasch, N., Laurentino, R. T., Cruz, T. O., Tames, D. R., da Ros, M. A., & Lima, R. de C. G. S. (2016). RELATO DE EXPERIENCIAS INICIAIS DO PRJETO DE EXTENSÃO ANTONIO GRAMSCI, UNIVALI, SC. Revista Univap, 22(40), 147. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.887