ASSISTÊNCIA À POPULAÇÃO INDÍGENA: DIFICULDADES ENCONTRADAS POR ENFERMEIROS

Natália Pereira Marinelli, Deiane Ferreira Nascimento, Alana Ilmara Pereira Costa, Maria Belén Salazar Posso, Layana Pachêco Araújo

Resumo


 

Este estudo objetivou identificar as dificuldades encontradas por enfermeiros na assistência à população indígena de Grajaú-MA. Trata-se de um estudo de corrente fenomenológica, exploratória, explicativa, com abordagem qualitativa. Foram realizadas entrevistas com os enfermeiros integrantes do Programa Saúde da Família Indígena da referida cidade. Constatou-se que entre as dificuldades estão: a falta de treinamento introdutório ao iniciar um trabalho com o indígena; dificuldade de comunicação; barreiras geográficas; aceitação do profissional por parte do indígena e condições de trabalho não satisfatórias. Há então, necessidade de capacitação prévia ao início do trabalho com o indígena e qualificação constante, englobando aspectos culturais, para que a enfermagem, por meio de um cuidado transcultural, possa atuar com efetividade.

 

 


Palavras-chave


Dificuldades; Enfermagem; População Indígena.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v18i32.93

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.