PROTOCOLO PARA A AVALIAÇÃO E TRATAMENTO EM FERIDAS UTILIZANDO O LASER DE BAIXA INTENSIDADE: UMA PROPOSTA

Autores

  • Ana Lúcia Gargione Galvão de Sant’Anna UNIVAP
  • Vania Maria de Araújo Giaretta UNIVAP
  • Maria Belén Salazar Posso UNIVAP

DOI:

https://doi.org/10.18066/revunivap.v17i29.17

Resumo

Propõe-se a elaboração de um protocolo de intervenção de enfermagem em feridas, utilizando-se Laser de Baixa Intensidade (LBI), para subsidiar profissionais de saúde no cuidado delas. Os LBI utilizados como coadjuvantes no tratamento de feridas auxiliam a restauração tecidual, melhoram a regeneração e a cicatrização dos tecidos, atuam na inflamação e no edema, aliviando a dor. Utilizou-se metodologia descritivo-exploratória com abordagem quantitativa, cuja proposta foi submetida à apreciação de 18 juízes: 06 enfermeiros, 06 físicos, 06 médicos, todos especializados no assunto, que responderam voluntariamente, observadas todas as normas éticas, questões abertas e fechadas, sobre cada item do protocolo. Os resultados da análise pelos 18 juízes evidenciaram a necessidade, a abrangência, a sistematização da avaliação e aplicação efetiva da ferida e do registro dos dados. Dois juízes sugeriram alterar somente a sequência de algumas questões e dois opinaram adicionar a relação existente entre a energia total ministrada pelo laser e as áreas totais de tratamento e a distância entre os pontos de aplicação. Os resultados obtidos permitem inferir que a proposta é importante e necessária para a terapêutica com LBI em feridas e subsidiar a sistematização dessa terapêutica pelos enfermeiros e demais profissionais de saúde capacitados para esse fim.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-08-29

Como Citar

Sant’Anna, A. L. G. G. de, Giaretta, V. M. de A., & Posso, M. B. S. (2011). PROTOCOLO PARA A AVALIAÇÃO E TRATAMENTO EM FERIDAS UTILIZANDO O LASER DE BAIXA INTENSIDADE: UMA PROPOSTA. Revista Univap, 17(29), 133–144. https://doi.org/10.18066/revunivap.v17i29.17