QUALIDADE DE ALIMENTO SECO PARA CÃES ADULTOS SUBMETIDO A DIFERENTES TIPOS E TEMPOS DE ESTOCAGEM

Autores

  • Thais Bastos Stefanello Universidade Federal de Pelotas
  • Caroline Bavaresco Universidade Federal de Pelotas
  • Beatriz Simões Valente Universidade Federal de Pelotas
  • Victor Fernando Büttow Roll Universidade Federal de Pelotas
  • Eduardo Gonçalves Xavier Universidade Federal de Pelotas
  • Gustavo Sessa Fialho Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.631

Palavras-chave:

Cães, análise bromatológica, nutrição, rações

Resumo

O presente estudo avaliou o efeito do tempo de armazenamento de rações comerciais para cães adultos submetidas a diferentes condições de conservação. Foram utilizados seis pacotes de ração de 1 kg, sendo que metade do conteúdo foi acondicionado em baldes com tampa e a outra metade permaneceu nas embalagens originais. O ensaio teve duração de 30 dias, sendo que a cada 15 dias amostras foram coletadas para análise de matéria seca, umidade, matéria mineral, proteína bruta, extrato etéreo e acidez lipídica. As análises foram comparadas com os dados presentes no rótulo da embalagem e os resultados submetidos à análise de medidas repetidas usando o pacote estatístico R. Não houve interação entre tipo de embalagem e tempo de armazenamento. Apenas o conteúdo de extrato etéreo sofreu efeito do tipo de embalagem. Em contrapartida, o tempo de armazenamento influenciou todas as variáveis estudadas, sendo que a proteína bruta foi reduzida à partir dos 15 dias de armazenamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-05

Como Citar

Stefanello, T. B., Bavaresco, C., Valente, B. S., Roll, V. F. B., Xavier, E. G., & Fialho, G. S. (2016). QUALIDADE DE ALIMENTO SECO PARA CÃES ADULTOS SUBMETIDO A DIFERENTES TIPOS E TEMPOS DE ESTOCAGEM. Revista Univap, 22(40), 208. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.631