ANÁLISE DAS CONDIÇÕES HIGIENICOSSANITÁRIAS DE FOOD TRUCKS NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

Autores

  • Rita de Cassia de Souza Fernandes Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Marina de Almeida Lima Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Elizabeth Maria Coppola Campos Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Amanda Cardoso de Almeida Salvador Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Bruna Dias Braga Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Nadyne Porto de Souza Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Daniela Maria Alves Chaud Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Edeli Simioni de Abreu Nutricionista, mestre e doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v24i46.414

Palavras-chave:

Food trucks, condições higienicossanitárias, doenças transmitidas por alimentos.

Resumo

Devido ao aumento do hábito da alimentação fora do domicílio, os food trucks, um americanismo, fizeram sucesso no Brasil por oferecerem praticidade e agilidade. Para a garantia de um alimento seguro que evite surtos de doenças transmitidas por alimentos, é essencial verificar se os estabelecimentos estão de acordo com a legislação municipal vigente. O objetivo do estudo foi analisar as condições higienicossanitárias de food trucks no município de São Paulo. Foram analisados 11 estabelecimentos, em seu horário de funcionamento. Para a coleta de dados utilizou-se um check-list adaptado e os resultados comparados com a portaria municipal nº 2619/11. Os itens que mais apresentaram não conformidade foram: vestimenta; higienização dos reservatórios de água; pré-preparo dos alimentos; acondicionamento e transporte; presença de barreiras físicas entre as diferentes bancadas de trabalho; organização e armazenamento de utensílios; controle de pragas e ausência de Procedimentos Operacionais Padronizados. Uma particularidade encontrada refere que, pelo alimento só ser finalizado sob demanda do consumidor, 72,9% dos estabelecimentos não tinham a necessidade de armazená-lo sob condições de temperatura e tempo adequadas. Por se localizarem em locais abertos, os food trucks estão vulneráveis à presença de micro-organismos e poluentes. Concluiu-se que a análise das condições higienicossanitárias dos food trucks revelou-se insatisfatória, devendo haver uma adequação quanto às normas já preconizadas pela Portaria 2619/11, bem como maior atenção nos veículos e nas cozinhas de apoio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cassia de Souza Fernandes, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição.

Marina de Almeida Lima, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição

Elizabeth Maria Coppola Campos, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição.

Amanda Cardoso de Almeida Salvador, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição.

Bruna Dias Braga, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição.

Nadyne Porto de Souza, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Acadêmica do Curso de Graduação em Nutrição.

Daniela Maria Alves Chaud, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Nutricionista, Mestre e Doutora em Ciências Aplicadas à Pediatria - Unifesp. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie

Edeli Simioni de Abreu, Nutricionista, mestre e doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).

Nutricionista, Mestre e Doutora em Saúde Pública - USP. Professor Adjunto do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Nutrição - Unversidade Presbiteriana Mackenzie.

Downloads

Publicado

2018-12-17

Como Citar

Fernandes, R. de C. de S., Lima, M. de A., Campos, E. M. C., Salvador, A. C. de A., Braga, B. D., Souza, N. P. de, Chaud, D. M. A., & Abreu, E. S. de. (2018). ANÁLISE DAS CONDIÇÕES HIGIENICOSSANITÁRIAS DE FOOD TRUCKS NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. Revista Univap, 24(46), 42–60. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v24i46.414