POTENCIAL DE BLASTOSPOROS DE Metarhizium anisopliae PARA O CONTROLE DE ADULTOS DE Aedes aegypti

Autores

  • Aline Teixeira Carolino
  • Simone Azevedo Gomes
  • Thais Berçot Pontes Teodoro
  • Richard Ian Samuels

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1472

Palavras-chave:

Mosquito, Fungo entomopatogênico, Controle microbiano, virulência

Resumo

Os conídios do fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae são capazes de infectar desde o ovo até a fase adulta do mosquito Aedes aegypti. Em cultura líquida, fungos entomopatogênicos são capazes de produzir blastosporos, um propágulo com características hidrofílicas e às vezes mais virulento que conídios. No presente estudo foi observado pela primeira vez, que blastosporos secos quando formulados em óleo são eficientes para controle do mosquito adulto. Foi observada somente 1% de sobrevivência dos mosquitos tratados com blastosporos e 94% de sobrevivência do grupo controle. Estudos já evidenciaram que formulações em óleo podem melhorar a eficiência de fungos entomopatogênicos durante o processo de infecção, facilitando a adesão do mesmo com o tegumento dos insetos. Pelo fato dos blastosporos serem hidrofílicos, a película formada pelo óleo ao redor do fungo, favorece a interação entre o fungo e o inseto, levando à infecção dos adultos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-04

Como Citar

Teixeira Carolino, A., Azevedo Gomes, S., Berçot Pontes Teodoro, T., & Ian Samuels, R. (2017). POTENCIAL DE BLASTOSPOROS DE Metarhizium anisopliae PARA O CONTROLE DE ADULTOS DE Aedes aegypti. Revista Univap, 22(40), 709. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1472