CURTO TEMPO DE EXPOSIÇÃO A ARMADILHAS PET COM FUNGO Beauveria bassiana REDUZ A SOBREVIVÊNCIA DO MOSQUITO Aedes aegypti

Autores

  • Adriano Rodrigues de Paula Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Anderson Ribeiro
  • Leila Eid Imad da Silva
  • Richard Ian Samuels

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1227

Palavras-chave:

Fungo entomopatogênico, controle, vetores, mosquitos.

Resumo

O mosquito Aedes aegypti é o vetor das doenças dengue, chikungunya e zika. No presente estudo foi investigado em condições de semicampo, utilizando uma caixa de acrílico grande, a redução da sobrevivência de fêmeas de A. aegypti expostas à armadilha feita de garrafa PET com pano preto impregnado com Beauveria bassiana. Essa armadilha foi denominada de armadilha PET. A taxa de sobrevivência dos mosquitos foi avaliada diariamente por 7 dias. Mosquitos expostos à armadilha PET por 48 horas tiveram, no sétimo dia de avaliação do teste, 14% de sobrevivência. Mosquitos expostos à armadilha PET por 3, 12 e 24 horas apresentaram 80%, 75% e 30% de sobrevivência, respectivamente. O tratamento controle teve 82% de mosquitos vivos. O presente estudo mostrou que um curto tempo de exposição a armadilha PET com B. bassiana foi eficiente em reduzir a taxa de sobrevivência de fêmeas de A. aegypti.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Rodrigues de Paula, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Pós doutor em entomologia com enfase em controle do mosquito Aedes aegypti

Downloads

Publicado

2016-10-28

Como Citar

de Paula, A. R., Ribeiro, A., Eid Imad da Silva, L., & Ian Samuels, R. (2016). CURTO TEMPO DE EXPOSIÇÃO A ARMADILHAS PET COM FUNGO Beauveria bassiana REDUZ A SOBREVIVÊNCIA DO MOSQUITO Aedes aegypti. Revista Univap, 22(40), 59. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1227